Saiba como participar da seleção que distribui vagas pelo Enem

Inscrições para disputa de vagas começam dia 16. Confira infográfico que o iG preparou para ajudar a entender o sistema

Priscilla Borges, iG Brasília |

A cada ano, o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) criado pelo Ministério da Educação para distribuir as vagas disponíveis nas universidades federais a partir das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ganha mais importância. Em 2010, na primeira edição, 47,9 mil vagas foram oferecidas pelo sistema. Este ano, os estudantes poderão se candidatar a 83.215 vagas, distribuídas por 83 instituições públicas.

Entre elas, 39 universidades federais, cinco estaduais, 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e a Escola Nacional de Ciências Estatísticas, ligada ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “O número de vagas oferecidas pelas instituições participantes aumentou 77% da primeira edição do SiSU para cá”, afirma a diretora de Políticas e Programas de Graduação da Secretaria de Educação Superior do MEC, Paula Branco de Mello.

Desde a última seleção feita pelo sistema, em junho do ano passado, não houve mudanças. As alterações feitas à época, para melhorar processos considerados insatisfatórios na primeira experiência com o programa, foram mantidas. Em janeiro de 2010, os estudantes podiam escolher mais cursos e não havia lista de espera. Os processos foram modificados para dar agilidade à seleção, segundo Paula.

Agora, os alunos só podem escolher dois cursos, em ordem de preferência. Durante o período de inscrições, que começa às 6h do dia 16 e vai até as 23h59 do dia 18, as opções podem ser alteradas. No dia 17 e 18, o sistema divulgará as notas de corte de cada cursopara que os estudantes tenham mais chance de aprovação. Depois disso, não. Por isso, os candidatos precisam estar atentos aos últimos registros salvos no sistema.

Para se inscrever, o estudante dever entrar no site do SiSU ( sisu.mec.gov.br/index.html ) e informar o número de inscrição e senha no Enem 2010 para preencher o formulário. Quem não souber a senha, pode recuperá-la pelo site do Enem ( www.enem.inep.gov.br ). É preciso observar se o curso pretendido oferece cotas para afro-descendentes ou egressos de escolas públicas, por exemplo, e escolher a que tipo de vaga quer concorrer.

Para participar, o critério essencial é ter feito o Enem 2010. Nenhuma taxa é cobrada do candidato.

Particularidades

Cada instituição pode adotar pesos diferentes para cada prova do Enem, dependendo do curso escolhido ou dar bônus aos estudantes (egressos de escolas públicas, por exemplo). O sistema calcula essas variáveis na hora. Por isso, os candidatos poderão ficar com notas diferentes nas opções marcadas. Além disso, algumas instituições exigem notas mínimas para concorrer às vagas e o sistema avisará caso o aluno não tenha pontos suficientes para determinada vaga.

Outro detalhe que merece a atenção dos estudantes é que nem todas as vagas oferecidas nessa edição do SiSU são para esse semestre. Há instituições que optaram por já colocar vagas do segundo semestre na seleção.

Se na primeira edição, quando 47 mil vagas foram oferecidas, se inscreveram 793 mil estudantes, a expectativa é que o número de candidatos aumente desta vez. Para isso, Paula conta que o Ministério da Educação reforçou a área tecnológica e está pronto para os milhares de acessos simultâneos que serão feitos durante o período de inscrição, que começa no dia 16. Os interessados só terão três dias para se candidatar às 83 mil vagas disponíveis.

    Leia tudo sobre: SiSUseleçãouniversidadesfederaisEnem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG