Objetivo ganha direito à revisão de nota no Enem na Justiça

Com a decisão judicial, o ranking das melhores escolas no exame mudou. Colégio Integrado Objetivo assume o segundo lugar

Priscilla Borges, iG Brasília |

A lista das escolas com melhor desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2009 ganhou mais uma instituição: o Colégio Integrado Objetivo. Uma decisão judicial garantiu revisão nas notas do colégio e divulgação das novas médias obtidas pelos alunos, o que provocou mudanças nos rankings elaborados a partir das médias.

O colégio não havia tido as médias calculadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) porque apenas sete alunos inscritos no Enem pela instituição apareciam como concluintes do 3º ano do ensino médio. Como a escola era recente quando o período de inscrições para a prova foi aberto, ela ainda não possuía um registro de colégios no sistema.

Com isso, a maior parte dos estudantes se inscreveu como "egresso". O Inep só corrige as médias das escolas que possuem mais de dez concluintes do 3º ano fazendo o Enem. O colégio recorreu à Justiça para uma revisão das médias e conseguiu. Nesta quinta-feira, o Inep cumpriu a decisão da 17ª Vara do Distrito Federal e publicou as notas obtidas pelo Objetivo revisadas.

A média total (provas objetivas mais redação) obtida pelos 43 estudantes que participaram da avaliação ficou em 747,81 pontos. A nota coloca a escola atrás apenas do Vértice, de São Paulo, cuja média foi de 749,70. O Instituto Dom Barreto, de Teresina, ocupava a segunda colocação com 741,54 pontos.

    Leia tudo sobre: educaçãoenemrankingobjetivo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG