O sacrifício dos pais para estar com os filhos no primeiro dia de prova

Na Uerj mães faltam ao trabalho e fazem até promessa para ajudar os filhos no Enem. David Richard, de 16 anos, foi o primeiro a terminar a prova

Luana Rossi, especial para o iG |

Ivone Perez
Ana Cristina Balbino faltou ao trabalho para dar apoio à filha, Ana Carolina
A auxiliar de serviços gerais, Ana Cristina Balbino, 41 anos faltou ao trabalho para acompanhar a filha, Ana Carolina, de 18 anos, no primeiro dia do Enem. “Ela é um orgulho pra mim. Estou tão nervosa que eu tinha que vir e ficar aqui esperando ela sair”, disse a auxiliar.

Moradora de uma comunidade em Bonsucesso, Ana Cristina revela que onde vivem é muito difícil alguém entrar na faculdade. “Na idade que a minha filha está as meninas já pararam de estudar por causa de gravidez. Eu não pude completar os estudos e hoje lavo banheiro. Minha filha vai ser diferente. Estou mais nervosa que ela, mas vim para dar todo apoio”, afirmou a mãe emocionada.

Estudante da Escola Estadual Olga Benário, Ana Carolina, pela primeira vez participa do exame e revela estar calma, “Estudei bastante, desde o primeiro momento que os professores falaram da prova. Eles me ajudaram muito, davam aula de inglês, matemática e português fora do horário para tirar dúvidas dos alunos”, contou Ana Carolina, que deseja entrar no curso de turismo visando oportunidades que virão com a chegada dos jogos olímpicos na cidade.

Com promessa e direito a reza forte, a estudante Camila Lira, de 17 anos, pela primeira vez participa do Enem e tenta uma vaga para o curso de direito. Com apoio e presença dos pais, a estudante afirma se sentir mais segura e confiante para a prova. “Estudei bastante, fiz pré-vestibular aqui na Uerj mesmo, consegui dormir bem, agora é só fazer a prova”, disse Camila.

Os pais de Camila, Jurema Lira, de 55 anos e Walter Ferreira, de 63 anos se emocionaram ao ver a filha entrar no prédio da prova. “Nós apoiamos ela em tudo. Faz parte a família estar presente nesse momento. Eu já rezei e até fiz promessa para ela passar”, revelou a mãe.

Acompanhando o neto, a aposentada Eli Blanco, de 69 anos, esteve nos portões do prédio a espera de David Richard, de 16 anos. “Desde a época da escola, quando ele era pequeno, sempre foi o primeiro a sair das provas. Eu sempre o acompanho para dar apoio, vamos ver como vai ser o resultado”, disse a avó confiante.

Com duas horas de prova, David foi o primeiro candidato a sair do exame. Bastante calmo, contou que a prova estava do jeito que imaginava. “Não estava muito difícil, mas também não estava super fácil. As questões de tecnologia eram as mais difíceis”, afirmou o estudante, que deseja a área de mecatrônica.

Ivone Perez
O orgulho da avó Eli Blanco ao lado do neto, David Richard, primeiro a terminar a prova

    Leia tudo sobre: enemuerjcandidatos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG