MEC garante que todos conseguirão se inscrever no SiSU

Site apresentou problemas durante todo o domingo. Até as 19h, 149 mil se inscreveram para concorrer a vagas em universidades

iG São Paulo |

O site do Sistema de Seleção Unificado (SiSU) , que seleciona estudantes para vagas em universidades públicas a partir das notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), apresentou problemas durante todo o domingo, dia 16. Segundo o Ministério da Educação, a lentidão do sistema – e em alguns momentos a total inacessibilidade – se deve à elevada audiência. Desde as 18h, segundo a assessoria de imprensa do MEC, de 350 a 400 inscrições por minuto são realizadas, e o site se estabilizou. Os estudantes, no entanto, continuam enfrentando dificuldades para finalizar o processo.

Pelas redes sociais, como o Twitter, Facebook e Orkut, ou em notícias publicadas pelo iG Educação, estudantes relatam que não conseguem acessar o portal ou ir até o fim nas etapas necessárias para concorrer a uma das 83.215 vagas, distribuídas em 39 universidades federais, cinco estaduais, 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e a Escola Nacional de Ciências Estatísticas, ligada ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Twitter, muitos já apelidaram o site de “Sistema Impossível de Ser Utilizado”.

Os candidatos terão até o dia 18 para se candidatar. Neste domingo, serão recebidas inscrições até a meia-noite, e na segunda-feira o sistema reabre às 6h. Até as 19h, 149 mil pessoas finalizaram a inscrição no site, que chegou ao pico de 84 mil acessos simultâneos. O MEC promete realizar mudanças durante a noite que deixarão o site ficará mais veloz e garante que todos os interessados vão conseguir se inscrever no tempo previsto.

Também para esta segunda o ministério prevê divulgar notas de corte de cada curso para que os estudantes que já realizaram a inscrição possam trocar suas opções, caso não tenham chances de passar com o seu desempenho nos cursos que escolheram. Os alunos devem escolher dois cursos, em ordem de preferência, até terça-feira. É preciso observar se a graduação pretendida oferece cotas para afro-descendentes ou egressos de escolas públicas, por exemplo, e escolher a que tipo de vaga quer concorrer.

Para participar, o critério essencial é ter feito o Enem 2010. A nota dos participantes do exame foi divulgada pelo MEC na quinta-feira (13) à noite . Na sexta, foram publicadas as notas notas mínimas e máximas do Enem . Nenhuma taxa é cobrada do candidato.

Particularidades

Cada instituição pode adotar pesos diferentes para cada prova do Enem, dependendo do curso escolhido ou dar bônus aos estudantes (egressos de escolas públicas, por exemplo). O sistema calcula essas variáveis na hora. Por isso, os candidatos poderão ficar com notas diferentes nas opções marcadas. Além disso, algumas instituições exigem notas mínimas para concorrer às vagas e o sistema avisará caso o aluno não tenha pontos suficientes para determinada vaga.

Outro detalhe que merece a atenção dos estudantes é que nem todas as vagas oferecidas nessa edição do SiSU são para esse semestre. Há instituições que optaram por já colocar vagas do segundo semestre na seleção.

    Leia tudo sobre: SiSUEnemnotasiteuniversidadesvagas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG