Mais de 5,3 milhões começam Enem hoje com diferentes objetivos

Em busca do 1º curso superior ou de nova chance profissional, candidatos de diferentes gerações prestam provas neste fim de semana

Marina Morena Costa, iG São Paulo |

Começam neste sábado, às 13h, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para mais de 5,3 milhões de candidatos. Com recorde de inscritos (5.366.780), o Enem é única forma de ingresso ou parte essencial do processo seletivo em ao menos 43 universidades públicas , que oferecem mais de 80 mil vagas. O exame ainda é usado para compor a nota de vestibulares e pré-requisito para bolsa de estudos integral ou parcial do Programa Universidade Para Todos (Prouni) e o financiamento estudantil do Fies, ambos concedidos pelo governo federal.

>> Veja aqui horários e regras e se prepare para o Enem

Com tantas funções, o Enem deixou de ser apenas uma avaliação do ensino médio para se tornar a principal porta de acesso ao ensino superior público ou financiado pelo governo. Tanto é assim que a maioria dos candidatos já concluiu a educação básica. Entre os inscritos, apenas 1,4 milhão tem até 17 anos. Cerca de 1,7 milhão tem entre 21 e 30 anos, e outros 771 mil já passaram dos 30.

Para os mais velhos, tornou-se uma oportunidade de mudança profissional ou realização pessoal de cursar o ensino superior. “Conclui o ensino médio no EJA e fiquei com vontade de continuar os estudos. Quando você estuda, as pessoas te veem com outros olhos”, afirma a secretária Marisa Zavaski, de 45 anos, que não quer mais parar de estudar.

Já os que farão o exame pela primeira vez e estão saindo do colégio vislumbram um número maior de chances para chegar ao curso desejado. “O Enem facilita muito, pois não vou precisar viajar para várias cidades para prestar o vestibular. É uma economia de tempo, dinheiro e estresse”, conta Marina Ramos, 18 anos, que deseja cursar Medicina e vai tentar a vaga com a nota em quatro instituições.

Marina Morena Costa
Marisa, 45 anos, quer fazer Letras ou Administração em instituições que selecionam pelo Enem
A prova é longa – 45 questões de múltipla escolha de Ciências Humanas (história, geografia, sociologia, filosofia) e 45 de Ciências da Natureza (química, física e biologia) no sábado e outras 45 questões de Linguagens e seus Códigos (língua portuguesa, língua estrangeira e literatura), 45 questões de Matemática e seus Códigos e mais uma redação de até 30 linhas no domingo. De acordo com o perfil e a idade, cada um usará trunfos distintos para chegar ao seu objetivo.

Os mais velhos em busca de uma segunda graduação contam com a bagagem intelectual. É o caso de Edson Makoto Miyagasako, 30 anos, formado em Engenharia pela Universidade de São Paulo (USP) e que pretende tirar de letra as questões de física e matemática. A historiadora Daniela Chahin Barauna, 25 anos, quer ingressar em História da Arte na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) com a nota do Enem e acredita que não terá dificuldades na prova de Ciências Humanas.

Nesta reportagem o iG apresenta as expectativas de Marina, estudante que termina o ensino médio neste ano, e de candidatos como Daniela, Edson e Marisa, que deixaram a escola há mais de 10, 20 ou 30 anos. Depois do fim do exame, eles voltam a relatar suas avaliações das provas. E quando saírem os resultados, em janeiro de 2012, vão nos dizer quantos pontos fizeram e o que pretendem fazer dali pra frente.

Confira o perfil de diferentes candidatos desta edição do Enem:

Marina Ramos, 18 anos, estudante do 3º ano do ensino médio do Colégio Bandeirantes em SP
Ano de conclusão do ensino médio: 2011

Por que vai prestar o Enem? Quero cursar Medicina em alguma universidade federal. Estou interessada na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), de São Paulo (Unifesp), São Carlos (Ufscar) e de Pelotas (Ufpel). O Enem facilita muito, pois não vou precisar viajar para todas essas cidades para prestar o vestibular. É uma economia de tempo, dinheiro e estresse.
Como foi a sua preparação para a prova? Como a carga horária do Bandeirantes é muito pesada, fiz só a preparação do colégio. A gente teve treino para a redação e simulados.
Qual é o seu maior receio em relação ao Enem? Acho a prova de humanas muito comprida, com textos longos. Você acaba errado coisinhas bobas por cansaço. O tempo no segundo dia também me preocupa. Eles dão uma hora a mais só para fazer a redação e eu leio, releio, reescrevo. Preciso de um tempo maior para escrever.

Daniela Chahin Barauna, 25 anos, historiadora
Ano de conclusão do ensino médio: 2002

Por que vai prestar o Enem? Quero cursar História da Arte na Unifesp. Sempre gostei de cinema e o curso da Unifesp é voltado para as artes plásticas e para o cinema. Assim vou juntar as duas coisas que gosto e procurar um trabalho no qual possa exercê-las. Não tenho pretensões de tentar outro curso, pois estou totalmente focada nessa nova graduação.
Como foi a sua preparação para a prova? Fiz cursinho nesse semestre, mas confesso que em decorrência do trabalho não estudei como gostaria. Não tive nenhum contato com matemática, física, química e biologia durante a graduação e voltar a ter essas matérias está bem difícil: a quantidade de material cobrado, a correria dos prazos e o esquecimento dos anos pesam bastante.
Qual é o seu maior receio em relação ao Enem? A quantidade de linhas da redação me parece muito pequena. Depois de anos na graduação, escrever no máximo 30 linhas é um grande problema, pois acho muito pouco. Sobre a prova de matemática, nunca fui bem nessa matéria e tenho imensa dificuldade com contas e números. Ter que fazer uma prova com 45 questões me assusta muito. Além disso, o Enem mudou completamente do período que eu prestei. Ainda que tenha feito um simulado no cursinho, estou totalmente destreinada em relação ao tempo e à estrutura de prova.

Marina Morena Costa
O engenheiro Edson, 30 anos, quer cursar Direito. Pretende ir bem nas questões de matemática e física
Edson Makoto Miyagasako, 30 anos, funcionário público, formado em Engenharia Elétrica pela Poli-USP
Ano de conclusão do ensino médio: 1998

Por que vai prestar o Enem? Quero fazer Faculdade de Direito. Pretendo prestar um concurso público após a graduação, pois estou em busca de uma melhor colocação no mercado de trabalho. Pretendo usar o Enem como um treino, pois minha prioridade é a USP (que não usará a nota do Enem). Se eu tirar uma nota alta, vou avaliar quais faculdades posso cursar, mas não pretendo sair de São Paulo.
Como foi a sua preparação para a prova? Faço cursinho no Objetivo desde março. Essa é a primeira vez que presto Enem, mas espero ir bem em Física e Matemática, porque fiz cinco anos de engenharia.
Qual é o seu maior receio em relação ao Enem? Ouço falar muito na interdisciplinaridade do Enem e isso me preocupa um pouco, porque quando fiz o ensino médio isso não estava muito em foco. A minha expectativa é grande, quero ver se consigo fazer essas relações.

Marisa Zavaski, 45 anos, secretária
Ano de conclusão do ensino médio: 2010, na Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Por que vai prestar o Enem? Pretende fazer Letras ou Administração em um dos cursos oferecidos no Sisu. Fazer o ensino superior para mim será uma realização pessoal. Conclui o ensino médio no EJA e fiquei com vontade de continuar os estudos. Quando você estuda, as pessoas te veem com outros olhos. Tenho o sonho de montar um café, onde toque música clássica e onde as pessoas se encontrem para conversar, trocar ideias. Fazer administração pode me ajudar nisso.
Como foi a sua preparação para a prova? Faço cursinho (Objetivo) desde o começo deste semestre, mas não fiz os simulados. Vou testar os meus conhecimentos.
Qual é o seu maior receio em relação ao Enem? Química é meu ponto fraco. Vi as questões do simulado e das edições anteriores e achei difícil. Estou na expectativa de como será a prova.

Arquivo pessoal
Maria Aparecida quer ingressar em Psicologia ou Enfermagem, aos 53 anos
Maria Aparecida Baptista, 53 anos, auxiliar de cobrança
Ano de conclusão do ensino médio: 1975

Por que vai prestar o Enem? Quero fazer faculdade de Psicologia ou Enfermagem. Gosto de estudar e pretendo usar o tempo livre que tenho à noite. Por causa da família e dos filhos não consegui fazer o ensino superior antes. O Enem também pode me ajudar a conseguir uma bolsa de estudos do Prouni ou para pessoas negras, em instituições particulares. É uma pequena ação que pode mudar minha vida.
Como foi a sua preparação para a prova? Estudei por conta própria. Peguei as questões na internet e fui me baseando por ali. Também usei o material didático dos meus filhos.
Qual é o seu maior receio em relação ao Enem? Estou apenas tentando, se eu conseguir será um lucro pra mim, depois de tanto tempo sem estudar. Tenho mais receio de física e química. Português e redação acho que irei bem.

    Leia tudo sobre: Enem 2011Enemestudantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG