Juiz substituto decidirá sobre suspensão de SiSU até esta quinta

Juíza que havia sido a favor da anulação do Enem está em férias e substituto promete responder antes de prazo final de inscrição

iG São Paulo |

Os pedidos da Defensoria Pública e do Ministério Público Federal do Ceará para que estudantes que se sintam prejudicados pelos problemas na inscrição no Sistema Unificado de Seleção (Sisu) possam apresentar recursos serão julgados até a tarde desta quinta-feira por um juiz substituto. A titular da 7ª vara federal, Karla Maia, que no ano passado acatou todos os pedidos de anulação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), está em férias.

O juiz substituto Leopoldo Fontineli Teixeira estuda o caso com prioridade e disse que decidirá sobre a suspensão das inscrições antes do prazo final para que os candidatos se cadastrem que é às 23h59 de quinta-feira.

As ações do Ministério Público Federal e da Defensoria do Ceará pedem a suspensão da divulgação do resultado do Enem e das inscrições no SiSU por conta de erros relatados por candidatos. Os órgãos querem também que o Ministério da Educação mostre a correção das provas e dê aos alunos o direito de recorrer que, por edital do Enem, foi extinto. Uma outra ação do Ministério Público de Pernambuco vai na mesma direção e será julgada pela vara do Estado.

O Sisu oferece 83 mil vagas no ensino superior e utiliza como base a nota do Enem para selecionar os candidatos. Entre os problemas identificados estariam notas não divulgadas, provas anuladas irregularmente e candidatos considerados faltosos mesmo tendo feito o exame. Sem as notas, esses estudantes ficam impedidos de concorrer às vagas oferecidas através do SiSU.

    Leia tudo sobre: MPFCearáEnemSisurecursoJustiça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG