Jogo de lógica e 800 páginas para ler antes do Enem

Estudantes escolhem estratégias diversas para se concentrar antes de abrir o portão em São Paulo

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

Antes do início do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) as estratégias de concentração ou mesmo passa-tempo variavam na Vila Olímpia, em São Paulo. Enquanto a maioria conversava em grupos, havia quem se concentrasse em um livro de 800 páginas, aquecesse o cérebro com um jogo de lógica e, até, estudasse.

Léo Pinheiro
Gabriel, de 18 anos, mostra o resumo que fez durante as aulas para o Enem 2011
Estudar era o mais raro. As treineiras Letícia Cardoso e Carolina Castro, estavam entre as raras que estavam com uma revista nas mãos, lendo sobre atualidades. A primeira estuda em escola pública e quer fazer uma boa nota desde este ano, pois pretende se mudar para o Rio Grande do Sul para cursar psicologia na Federal do Estado. “Pela minha pesquisa é a melhor do Brasil”, diz. A outra estuda em um colégio particular e sabe que o ano que vem vai estar muito nervosa ao tentar o curso mais concorrido do Brasil, Medicina.

Com o caderno mesmo na mão, a reportagem só encontrou Gabriel Xavier, de 18 anos, aluno de cursinho que trouxe o resumo que fez das aulas. “Eu cheguei cedo, então achei que devia aproveitar essas duas horas finais.”

Léo Pinheiro
Para se aquecer nos últimos momentos, Cecília trouxe seu tabuleiro e jogo de cartas
Cecília Magalhães, de 18 anos, pensou em outra utilidade para as duas horas: aquecer o cérebro. Ela trouxe um pequeno jogo de tabuleiro e cartas, arrumou um espaço no gramado e manteve-se concentrada nele. “É bom entrar já pensando rápido”, disse.

Já Carolina Vasconcellos, estudante de veterinária que vai fazer Enem para tentar uma bolsa no Prouni trouxe o terceiro livro de As crônicas de Gelo e Fogo, de 811 páginas. “Não consigo parar de ler, acho bom porque me concentro em outra coisa”, diz.

    Leia tudo sobre: Enem 2011provas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG