Inscrições para vagas em universidades pelo SiSU vão até quinta

Decisão judicial muda critério de cotas da UFRJ e determina prorrogação do prazo de inscrições, previsto para acabar na terça

iG São Paulo |

O Ministério da Educação decidiu estender o prazo de inscrição do Sistema Único de Seleção (SiSU) , antes previsto para acabar nesta terça-feira, para quinta, dia 20. A prorrogação foi definida depois que Justiça determinou que a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) deveria mudar o critério de reserva de vagas para a instituição e estender o prazo de inscrição.

Antes restritas aos alunos de escolas daquele Estado, as cotas de 20% das vagas da UFRJ foram ampliadas aos da rede pública de todo o País. A direção da UFRJ decidiu não recorrer e vai cumprir integralmente a decisão da Justiça, que também prevê a mudança no prazo de inscrição. Em função disso, o MEC decidiu prorrogar as inscrições do SiSU para todos até o dia 20, às 23h59. Nas próximas horas, será divulgado novo cronograma de datas das inscrições no Programa Universidade para Todos (ProUni) e das matrículas nas universidades federais e nos institutos federais de educação, ciência e tecnologias.

Lentidão no sistema

Amana Salles/Foto Arena
Paulo Henrique Cardoso conseguiu se inscrever no SiSU às 6h, antes do vestibular da Unicamp
O prazo de inscrições começou na madrugada deste domingo, mas durante todo o dia o sistema se manteve lento e, em alguns momentos, ficou fora do ar. Até esta segunda-feira, estudantes reclamam em redes sociais e em comentários de matérias no iG Educação que não conseguem entrar no site ou completar todas as etapas do processo.

Paulo Henrique Cardoso, de 19 anos, que quer disputar uma vaga de engenharia da computação na Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), tentou sem sucesso se inscrever das 10h às 12h e das 22h às 24h de domingo. Prestando a segunda fase da Unicamp , só foi conseguir às 6h desta segunda, dia das provas de Ciências Humanas e Inglês do vestibular.  "A ideia do SiSU é boa, mas eles não têm estrutura", diz o estudante. Mariana Grazine, 19 anos, que também está fazendo a segunda fase da Unicamp, quer tentar entrar em jornalismo na UFRJ, mas ainda não conseguiu se candidatar. Ontem, acessou o sistema das 23h às 24h, mas ela colocava o número de inscrição e a senha e não logava.

Renan Albers, de 18 anos, afirma que cada vez mais está difícil acreditar no Enem; "É um erro atrás do outro. Eles sabem que são milhões de estudantes que fazem a prova, mas a impressão que dá é que não se preparam. O sistema cai, não sabemos se a nota está correta. Demorei para me inscrever em economia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Chega a ser ridícula a situação", avalia.

A impressão de Renan é parecida com a de Giovanna Zucchini, de 18 anos. Buscando uma vaga em medicina na UFSCAR, ela se sente lesada. "Estudamos o ano inteiro porque sabemos da importância do Enem. Quando chega a hora de fazer a prova acontece esse descaso. Eu nem sequer consegui ver minha nota no SiSU. Hoje de manhã fiquei três horas tentando me inscrever e não consegui. Me sinto desrespeitada", finaliza.

Amana Salles/Fotoarena
Giovanna Zucchini sobre o SiSu: me sinto lesada e desrespeitada

Segundo o MEC, a lentidão se deve à elevada audiência. O hot site do SiSU chegou a receber 47 mil acessos simultâneos e a página de inscrição, 84 mil. Na manhã desta segunda-feira, a média de inscrições chegou a 400 por minuto — a capacidade do sistema é de 50 mil inscrições por hora, ou 833 por minuto. O MEC informa que, quando esse número é superado, ocorre a lentidão e  recomenda que as simulações sejam feitas no hot site e o acesso à página de inscrição, somente no momento final.

Limite de tempo

O MEC criou um limitador de tempo para o acesso nesta segunda-feira. O estudante terá 20 minutos para movimentar a página e fazer as opções e a inscrição. Caso a mantenha apenas aberta, sem movimentação, ela será fechada em dez minutos. Com a medida, o MEC pretende limitar a navegação excessiva na página de inscrição e melhorar o acesso para os estudantes. As simulações podem ser feitas no hot site, sem limite de tempo.

Notas de corte

Nesta segunda-feira (17), o SiSU divulgou as notas de corte de todos os cursos das 83 instituições de ensino superior públicas que utilizaram a ferramenta para selecionar estudantes . O sistema, criado pelo MEC, distribui 83.215 vagas a partir das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com a informação, somada ao boletim de desempenho no Enem, os estudantes podem saber em quais cursos têm chances de aprovação. O sistema disponibiliza também a relação candidato/vaga (determinada pelas inscrições realizadas no dia anterior), notas de corte para as políticas afirmativas (cotas) e as maiores notas alcançadas pelos candidatos concorrentes. A nota de corte dos cursos considera o peso atribuído a cada uma das provas do Enem pelo curso ou pela instituição.

Durante o período de inscrições, as opções de curso podem ser alteradas, mas depois disso, não. Portanto, os candidatos precisam estar atentos aos últimos registros salvos no sistema. Para se inscrever, o estudante dever entrar no site do SiSU e informar o número de inscrição e senha no Enem 2010 para preencher o formulário. Quem não souber a senha, pode recuperá-la pelo site do Enem .  Nenhuma taxa é cobrada do candidato.

    Leia tudo sobre: sisuinscriçõesvagasuniversidadescotasUFRJ

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG