Inep tem 5 dias para dizer se vai mostrar redação do Enem a todos

Justiça Federal do Ceará atendeu ação civil pública apresentada nesta terça-feira (10) pelo procurador da República Oscar Costa Filho

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC) responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tem cinco dias para dizer se vai mostrar as redações. A decisão foi expedida no início da noite desta terça-feira (10) pela Justiça Federal do Ceará atendendo a uma ação civil pública do procurador da República Oscar Costa Filho.

No Rio: Defensoria do Rio pede acesso à redação do Enem para todos

MEC admite erro: MEC revê nota de redação anulada no Enem de zero para 880

Candidatos: 12 candidatos conseguem acesso à correção da redação do Enem no Ceará

Ministério Público Federal (MPF) no Ceará apresentou nesta terça-feira (10) o pedido para que fosse estendido a candidatos de todo o Brasil o direito de ter acesso às provas corrigidas de redação do Enem, a exemplo de alunos que conseguiram cópias das redações por meio de ações individuais. A Defensoria Pública da União no Rio de Janeiro ajuizou uma ação civil pública fazendo a mesma solicitação.

O juiz federal Luiz Praxedes Vieira da Silva também deferiu o pedido feito pelo Colégio Christus para que o Inep esclareça em cinco dias como funcionou o cálculo das notas das provas objetivas dos 1139 alunos do 3º ano e do cursinho pré-vestibular da instituição que tiveram 14 questões anuladas.

A correção da redação, que vale mil pontos, tem sido questionada por diversos estudantes e ações individuais conseguiram na Justiça acesso ao texto, primeiro passo para contestar a pontuação e solicitar revisão ao Ministério da Educação (MEC). Segundo o MEC informou ao iG, até esta teça-feira, 71 estudantes questionaram a nota na Justiça, em 47 ações, e todos foram atendidos. Desse total, 27 redações foram revisadas, mas apenas um estudante de 17 anos de São Paulo conseguiu que sua nota fosse mudada de zero para 880. Nesta terça-feira, após decisão judicial, o MEC enviou a prova ao aluno .

    Leia tudo sobre: inepenemredaçãoceará

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG