Inep: erro no cartão de respostas não prejudica andamento do Enem

Em São Paulo, a falha paralisou a prova durante trinta minutos; no Rio, um aviso prévio aos candidatos evitou qualquer atraso

Agência Brasil |

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reconheceu que o cartão de respostas em que os candidatos devem marcar o gabarito das questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem um erro no cabeçalho. No entanto, o órgão afirma que a falha não deve prejudicar o andamento do exame.

A prova de hoje tem 90 questões: 45 de ciências humanas, numeradas de 1 a 45, e mais 45 de ciências da natureza, numeradas de 46 a 90. Na cartão de resposta, os cabeçalhos estavam trocados: as questões de 1 a 45 eram identificadas como ciências da natureza e as de 46 a 90, como ciências humanas.

Segundo o Inep, o gabarito segue a mesma ordem numérica das questões. O órgão ainda informou que os fiscais orientaram os estudantes a preencher a folha de resposta seguindo essa ordem, além de afirmar que não há registro de que o problema tenha interferido no andamento das provas.

O exame está sendo realizado por cerca de 4,6 milhões de estudantes em 16 mil escolas de todo o país.

Em São Paulo, o erro causou a paralisação da prova durante trinta minutos , que foram posteriormente acrescentados ao prazo para a entrega do cartão de respostas. No Rio de Janeiro, os estudantes foram avisados pelos fiscais antes de começarem o exame, o que evitou qualquer tipo de atraso.

    Leia tudo sobre: Enemgabarito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG