A data da segunda edição do exame do ano que vem não foi definida por causa das eleições municipais

selo

As duas próximas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão realizadas nos dias 22 e 23 de outubro e em 28 e 29 de abril de 2012. A data da segunda edição do exame do ano que vem não foi definida por causa das eleições municipais. Como os locais de prova são os mesmo utilizados para votação e ainda há dúvidas sobre a capacidade de realizar o Enem entre o primeiro e o segundo turno, o Ministério da Educação (MEC) resolveu deixar a questão em aberto. O anúncio oficial sobre as datas do Enem será feito na tarde desta quarta-feira, em Brasília, pela presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Malvina Tuttman.

O MEC sempre quis que o Enem tivesse duas edições por ano . Em 2010, o ministro Fernando Haddad cancelou, em março, a edição do primeiro semestre, que seria realizada entre abril e maio. Segundo foi divulgado na época, temia-se que, se fosse feita uma licitação, em que pesa o menor preço, o órgão contratado para realizar o exame não daria condições de segurança para a prova nacional. Em 2009, o Enem vazou quando estava sob a responsabilidade do consórcio Conasel, conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo, e o exame foi adiado.

No edital do exame, que será publicado amanhã no Diário Oficial da União (DOU), o Inep vai reafirmar o veto a pedidos de revisão ou vistas de provas. O instituto, porém, vai condicionar a proibição, que já existia em anos anteriores, a uma manifestação oficial da Justiça. Neste ano, houve recursos à Justiça no Rio, em Minas, São Paulo, Ceará e Pernambuco pedindo vistas de provas do Enem, movidos tanto por estudantes, quanto pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública. Em suas alegações, o Inep argumentou que a dimensão do Enem, que teve 4,6 milhões de inscritos, torna inviável os pedidos de revisão ou vistas de prova. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.