Senadora considera grave as constatações dos erros "de logística" denunciados pelos jovens no fim de semana

Os problemas detectados nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pelo segundo ano consecutivo, devem tomar a maior parte dos debates da Comissão de Educação do Senado que tem reunião marcada para as 11 horas de terça-feira (9). A avaliação é da vice-presidente do colegiado, Marisa Serrano (PSDB-MS), que considera grave as constatações dos erros “de logística” denunciados pelos jovens no fim de semana.

“Isso [o debate sobre os problemas nas provas do Enem] naturalmente virá à tona. Não tem como fugir disso. Os problemas foram de logística, de impressão das provas, trata-se de um problema de organização”, afirmou Marisa Serrano.

Ela ressaltou que o Executivo tem que tomar providências rápidas para evitar que o Enem, “um programa criado no governo Fernando Henrique e melhorado no atual governo”, caia no descrédito por causa de erros causados nas gráficas. A vice-presidente da Comissão de Educação avaliará, ainda, se vai entrar com algum requerimento na reunião de amanhã.

O senador Paulo Paim (PT-RS) destacou que, neste caso, deve-se ter cautela e criar uma situação de entendimento que não prejudique os estudantes que fizeram a prova. “Não dá para fazer uma guerra [em torno do problema], mas também não dá para desconhecer o problema”, afirmou o petista.

Paim pretende conversar ainda hoje com a presidente da comissão, Fátima Cleide (PT-RO), para verificar se ela já entrou em contato com os responsáveis pela elaboração e aplicação das provas, no caso o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), do Ministério da Educação.

O petista disse, como Marisa Serrano, que as falhas nas provas serão debatidas pelos senadores e defendeu que se busque, no Inep, saber “a real grandeza do problema”. A senadora Fátima Cleide, por sua vez, disse à Agência Brasil, por meio de sua assessoria de imprensa, que não comentará o assunto hoje e, amanhã, tratará da questão no colegiado.

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.