Cartões do Enem de 1 mil candidatos têm local de prova errado

Problema atingiu estudantes do Rio que vão prestar a prova na Unirio. Outros 4.704 participantes tiveram locais alterados pelo MEC

iG São Paulo |

Um problema no local de provas afetou 1.027 candidatos que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na cidade do Rio de Janeiro. No cartão de confirmação enviado aos estudantes constava o endereço do prédio da reitoria da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), e o correto era o prédio da faculdade de Letras.

Os estudantes receberam a indicação de que fariam as provas no próximo fim de semana (dias 22 e 23) no prédio da Avenida Pasteur, 296, endereço da reitoria. Na verdade, o local de prova correto é a menos de 200 metros dali, no número 436, na faculdade de Letras.

De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, todos os candidatos afetados foram avisados por telefone e por mensagem de texto no celular. O local de provas foi corrigido na internet, no site do Enem , no qual é possível imprimir o cartão de inscrição.

Outras mudanças

O Inep divulgou que até esta quarta-feira dez dos 14 mil locais de prova precisaram ser realocados. Com isso, 4.704 estudantes serão remanejados em oito cidades de todo o Brasil. Em Manaus, em razão das fortes chuvas, os estudantes que fariam as provas em três escolas que acabaram destelhadas foram remanejados para outras unidades. Em Humaitá, também no Amazonas, os estudantes de uma outra escola também foram realocados por causa dos danos causados pelas chuvas.

Em Minas Gerais, no município de Além Paraíba, os organizadores do Enem tiveram que mudar um local de prova por causa do barulho proveniente de um festival de motociclismo. Situação semelhante aconteceu em Cametá, no Pará, onde a festa do padroeiro da cidade também forçou a transferência de candidatos para outras salas de aula.

No Distrito Federal, estudantes que fariam as provas em uma escola da zona rural, na cidade-satélite do Paranoá, foram transferidos para o perímetro urbano daquela cidade em função de dificuldades com o transporte público.

Em Fortaleza, capital do Ceará, candidatos de duas salas foram transferidos, porque a escola não oferecia condições favoráveis à realização das provas. Ainda no Estado do Ceará, em São Gonçalo do Amarante, houve remanejamento porque as salas previstas acabaram interditadas.

O 10º local de prova alterado foi a Unirio, no Rio de Janeiro. Neste caso, no entanto, houve erro na numeração do prédio informada nos cartões e não problemas externos, como nas demais cidades.

De acordo com o Inep, todos os candidatos afetados foram avisados por telefone, email e sms. "O consórcio Cespe-Cesgranrio, responsável pela aplicação do exame em todo o País, vai sinalizar os locais originais nos dias de provas com informações sobre as mudanças e também oferecerá transporte, se for necessário", afirma o Inep em nota.

No ano passado, o Enem teve uma série de erros na organização, incluindo vazamento do tema da redação problemas na impressão dos gabaritos e na montagem de uma das provas. Os problemas são o principal receio de grande parte dos estudantes .

Acompanhe a cobertura do Enem no Twitter do iG Educação

    Leia tudo sobre: Enem 2011erros no Enem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG