Aluno de MG também tem nota da redação do Enem alterada

Folha de resposta estava com erro que foi comunicado pelo candidato ao fiscal, mas nota veio anulada. Com alteração, vai para 440

Agência Brasil |

Mais um candidato do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 teve a nota da redação alterada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Um estudante de Minas Gerais conseguiu que a sua pontuação fosse corrigida de zero para 440 pontos – em uma escala que vai até 1.000.

O edital do Enem não prevê que o estudante possa recorrer da nota obtida e, por isso, muitos participantes estão recorrendo à Justiça para rever o resultado. No caso do estudante mineiro, o erro foi reconhecido pelo Inep e consertado antes que fosse necessária uma ação judicial.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a folha que contém os dados do participante e o espaço para que ele faça a redação continha um número de identidade que não era o dele. No dia da prova, o aluno identificou o erro e comunicou ao fiscal de sala, que registrou o problema em ata. Durante a correção, o erro não foi reparado e, por isso, a nota do candidato foi anulada, como se ele não tivesse comparecido à prova. O estudante entrou em contato com o Inep por meio do Fala Brasil (0800 61 61 61) e a nota foi alterada pelo instituto na última terça-feira (10).

O Inep e o MEC já receberam mais de 70 pedidos da Justiça para que candidatos possam ter acesso à correção da redação e, em alguns casos, para que a nota seja revista. Antes do caso do participante de Minas Gerais, apenas um estudante de São Paulo tinha conseguido alterar a sua nota, que passou de zero para 880 pontos. A Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou ontem (11) que mais um participante tenha a nota alterada após a conclusão de “erro material” na soma da pontuação obtida pelo aluno.

    Leia tudo sobre: enemredaçãonota

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG