Alternativas do 2º dia do Enem: chutar ou fazer 5 horas de prova

Na Anhembi, em São Paulo, apenas treineiros saíram em pouco tempo. Acompanhantes tiveram que ser criativos para matar tempo

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

No segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com a redação além das 90 questões com alternativas, o tempo de permanência nas salas é estendido a cinco horas e meia. E a maioria faz proveito deste tempo todo.

Amana Salles/Fotoarena
A treineira Bárbara Beukers, uma das primeias a deixar o Enem em São Paulo: "tive sorte de já ter escrito uma redação com este tema em meu colégio"

Na Anhembi Morumbi, em São Paulo, as duas únicas candidatas que deixaram a prova logo após as duas horas de tempo mínimo eram treineiras.

Camila Rosellini, de 16 anos, conta que fez apenas a redação e a parte de linguagens. "Em matemática, li os enunciados, mas ainda era conteúdo que não aprendi, então deixei pra lá".

A mesma situação é a de Bárbara Beukers, de 17 anos. "Chutei as de exatas ontem e hoje", conta a treineira, que ganhou tempo na redação, já que o colégio Santa Cruz, em que estuda, havia proposto exatamente o mesmo tema em uma de suas aulas. "Eles sugeriram este tema no ano passado, mas usei os mesmos argumentos".

Quem espera tem de ser criativo

Enquanto a maioria dos estudantes não saem das salas de aula, os acompanhantes usam a criatividade para acelerar as horas do lado de fora. Erineusa Maria do Vale Freitas levou uma revista e ouviu música, mas ainda assim sobrou tempo e ela acabou cochilando encostada ao portão ainda fechado. "Vim ontem e hoje para dar um apoio moral", diz.

Amana Salles/Fotoarena
Lucimara e a filha inventaram brincadeiras para esperar a prima por horas
No caso de Antônia Francisca Almeida, não foi bem uma opção. Ela conta que o marido acompanhou a filha no primeiro dia de Enem e não lhe deixou alternativa neste domingo. "Ele chegou e e disse: 'vou lavar a roupa, fazer almoço, cuidar da casa, mas não volto lá´. Ai tive que vir, né?". Funcionária de um hipermercado, Antonia encontrou uma forma de gastar o tempo: trouxe dois rolos de festa, cada um com 100 metros cada e fazia laços para embalagens de presente. "Eles nem sabe que faço isso, mas eu gosto".

Lucimara Alves Maria foi a escolhida pela família para trazer a prima ao exame. Ela e sua filha Sabrina, de 8 anos, encontraram um local á sombra e esperaram jogando baralho, jogo da memória e o tradicional jôquei-pô. "Ontem não consegui fugir do sol, mas hoje desde que cheguei estou de olho nesta sombrinha", finaliza.

Amana Salles/Fotoarena
Depois de ler e ouvir música, Irineusa tira um cochilo a espera da filha

    Leia tudo sobre: saidaenem 2011acompanhantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG