A três dias para o Enem, fiscais ainda são selecionados

Nesta quarta, instituto na Paraíba chamou servidores que trabalharão sem treinamento. No Twitter, fiscais comentam convocação

Priscilla Borges, iG Brasília |

Às vésperas da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) , que ocorrerão neste fim de semana, ainda há fiscais sendo recrutados para trabalhar. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) publicou uma nota em seu site nesta manhã convocando servidores para fiscalizar a aplicação. Os interessados – há vagas para 28 servidores apenas – devem se cadastrar até as 17h.

Veja também: Conheça as regras e prepare-se para as provas com o Guia Enem 2011

Questionada pela reportagem do iG sobre o tempo de preparação dessas pessoas para a prova, a Diretoria de Administração do instituto, responsável pela seleção, afirmou que somente “pessoas que já têm experiência em aplicação de provas” são convocadas. Caso as 28 vagas não sejam preenchidas por servidores, “outras pessoas com experiência” podem ser chamadas para trabalhar.

Segundo a diretoria, não há treinamento específico para o Enem, somente uma reunião no sábado pela manhã, poucas horas antes da prova, marcada para as 13h. A informação contradiz as oficiais, dadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nos últimos meses. Em diversos momentos, o Inep garantiu que todos os fiscais seriam treinados para o exame.

A presidente do Inep, Malvina Tuttman, disse ao iG , em setembro, que o consórcio contratado para aplicar as provas – formado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) e a Cesgranrio – utilizaria o banco de aplicadores de vestibulares das instituições federais . Mas a proposta era que todos fossem treinados.

Questionada pelo iG nesta quarta-feira sobre a seleção de última hora no IFPB, assessoria de imprensa do Ministério da Educação (MEC) afirmou que todos os fiscais que vão atuar dentro das salas já foram treinados. De acordo com o MEC o IFPB está convocando funcionários para atuar em funções no entorno, que não serão fiscais de prova. No entanto, o Instituto confirmou à reportagem que os convocadados trabalharão dentro das salas de aplicação da avaliação. À tarde, o instituto tirou a notícia que convocava os servidores do ar.

O Cespe informou que a convocação e o treinamento de fiscais são feitos com base em um documento do Inep, que dá todas as orientações. Primeiro, o consórcio convoca coordenadores de aplicação regionais – que são escolhidos em um cadastro de colaboradores antigos – e os treina e prepara em cidades-polo. Depois, eles ficam encarregados de escolher os fiscais e repassar o treinamento.

Segundo o Cespe, os fiscais escolhidos pelo centro – tem preferência os que estão acostumados a esse tipo de trabalho – também se cadastram no site dos órgãos (o Cespe e a Cesgranrio dividem a responsabilidade da aplicação por Estados). A assessoria diz que os treinamentos estão sendo feitos desde setembro e que, no dia, a orientação é ter apenas uma reunião “final” para tirar dúvidas. As convocações imediatas, segundo a assessoria, só são feitas em caso de desistência de colaboradores.

No Twitter

Em mensagens postadas pela rede social Twitter, algumas pessoas ainda se perguntam se serão fiscais ou não. Eles dizem que se cadastraram no site do Cespe, mas que não tiveram resposta ainda.

Jobson Souza, de São José de Mipibu (RN), informou à reportagem via Twitter que foi convocado há duas semanas para ser fiscal da Escola Estadual Professor Francisco Barbosa. "O treinamento será amanhã (quinta-feira) e o material será entregue durante o treinamento", afirmou.

Na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), estudantes também continuam sendo selecionados. No Twitter, uma jovem chama a atenção de que os universitários da instituição interessados em trabalhar como fiscais precisam levar a documentação ainda esta tarde. 

Um dos comentários chama a atenção: a estudante diz para o colega que a reunião sobre o trabalho será realizada no dia 22, exatamente no dia da prova . No ano passado, quando houve problemas de impressão nas provas , uma das maiores reclamações dos candidatos foi a falta de clareza dos fiscais. Cada um deu uma informação diferente.

Este ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) foi contratado para verificar os processos e já disse que pretende criar programas para certificar a qualificação dos profissionais contratados para trabalhar no Enem.

Acompanhe a cobertura do Enem no Twitter do iG Educação .

    Leia tudo sobre: Enem 2011provas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG