A oito dias da nova prova, estudantes não sabem se refarão Enem

Candidatos tiveram problemas com a prova amarela e não receberam convocação. Ministério da Educação notificará até sexta-feira

Marina Morena Costa, iG São Paulo |

A nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicada na semana que vem, dia 15 (quarta-feira). Mas até agora, a oito dias no novo exame, estudantes que tiveram problemas com a prova amarela e que deveriam refazer o Enem não receberam a convocação do Ministério da Educação (MEC).

O MEC afirma que os estudantes prejudicados por erros de impressão na prova amarela “estão sendo notificados pessoalmente, por carta, e-mail e mensagem via celular”. As notificações irão se encerrar na próxima sexta-feira (10), segundo o MEC. Como o ministério não vai divulgar os nomes dos 2.817 convocados para refazer a prova, candidatos que receberam a prova com erro estão na expectativa se serão ou não chamados.

Para identificar os estudantes prejudicados, o MEC analisou as 116.626 atas dos locais de prova do Enem. Se o candidato não teve sua reclamação anotada pelo fiscal, não terá como refazer o exame. Andressa Marques, de 18 anos, tem receio de que este seja o seu caso. A estudante afirma ter recebido a prova amarela com questões repetidas e ter sido orientada a deixar as respostas em branco no gabarito.

“Chamei os dois fiscais durante a prova, mas uma falou que não podia dar instrução ao candidato durante a prova e o outro me disse para ‘fazer o que desse’. Deixei mais de 10 questões sem resposta e não sei se eles incluíram o meu problema na ata”, conta a estudante que mora em Recife. Para Andressa, os fiscais não estavam devidamente orientados para lidar com o problema.

A estudante entrou em contato com o MEC e foi orientada a aguardar a notificação para a prova, que até agora não chegou.

Problema parecido acontece com Kézia Beatriz de Alencar Lima, de Teresina. A estudante recebeu a prova amarela com erro, mas teve o caderno trocado pela cor branca, quando os fiscais souberam do problema. No entanto, Kézia, marcou no gabarito que estava respondendo a prova amarela. “Minha dúvida mesmo é se na realidade a fiscal colocou meu nome na ata, pois eu gostaria muito de fazer uma nova prova”, relata.

Outro agravante para Kézia e demais vestibulandos é que a nova prova do Enem será realizada no mesmo dia que o vestibular da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A última prova do processo seletivo da Federal será mais longa, terá uma redação e será realizada das 8h às 13h do dia 15. O Enem será aplicado no Estado às 12h, porque no Piauí não há horário de verão. “O tempo é corrido. O aluno tem que optar no último dia da federal por fazer a prova correndo, nas pressas, para poder dar tempo fazer o Enem”, reclama Kézia.

    Leia tudo sobre: Enemproblemasnova prova

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG