Candidato coloca hino do Palmeiras em redação do Enem

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Fernando Maioto já tinha vaga em faculdade desejada e decidiu testar corretores da prova. Tirou nota 500 em uma escala de zero a 1.000

O estudante Fernando Maioto, 21 anos, inseriu no meio de sua redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) o hino do Palmeiras. O jovem de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, já havia garantido uma vaga no curso que desejava, Medicina em sua cidade, e resolveu comparecer à prova para testá-la. Ele recebeu nota 500 em uma escala de zero a 1.000.

Reprodução
Candidato coloca hino do Palmeiras em redação do Enem

Quando a correção foi liberada, no mês passado, ele divulgou a imagem de sua prova no Facebook. "Para quem duvidou, aí está minha redação do Enem e a nota que recebi por ela". 

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) dá o nome das responsáveis pela correção, professoras da Universidade de Brasília e doutoras em Linguística, Vilma Reche Corrêa e Maria Luiz Monteiro Sales Coroa, e diz que a "impertinência" foi percebida. "Esclarece que os avaliadores identificaram a impertinência do texto inserido, o que trouxe para a redação palavras e expressões sem sentido e em estilo inadequado ao tipo textual exigido na prova. Com isso, a redação obteve nota 500, tendo nota baixa especialmente nas competências I e II. Desconsiderada a inserção inadequada, o texto tratou do tema sugerido e apresentou ideias e argumentos compatíveis. O texto indica compreensão da proposta da redação, não fugiu ao tema por completo e não feriu os direitos humanos."

Entenda o sistema de correção da redação do Enem

Os espelhos das correções de redações do Enem estão mostrando que "impertinências" e erros de gramática e ortografia não têm impedido boas notas. Um outro candidato colocou uma receita de miojo no texto e obteve nota 560. Outras redações, mostradas pelo jornal O Globo, com erros como "trousse" e "rasoavel" obtiveram a nota máxima no exame, 1.000. Segundo o MEC, problemas pontuais não comprometem o texto.

Quer falar de outra correção de redação do Enem? Mande email para educacao@igcorp.com.br



Leia tudo sobre: enemredaçãopalmeiras

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas