Enem: Candidata punida por engano e MEC brigam na Justiça por nova prova

Jacqueline Chen foi desclassificada por engano, por ter sido confundida com uma homônima. Candidata tenta, na Justiça, realizar nova prova, mas refuta data proposta pelo MEC

Agência Estado |

Agência Estado

A estudante Jacqueline Chen, desclassificada por engano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) , deverá realizar na próxima semana uma prova exclusiva preparada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

Apesar de ter realizado a prova do primeiro dia do exame normalmente e ter sido impedida de realizar apenas o exame do segundo dia, a candidata conseguiu na Justiça o direito de fazer as duas provas, nos dias 12 e 13 de dezembro , no Dante Alighieri, colégio em que cursa o 3º ano do ensino médio.

Uma decisão judicial emitida na quarta-feira, 12, no entanto, prorrogou o exame para o dia 20. O Inep e o consórcio responsável pelo Enem buscaram, com essa decisão, um prazo maior para preparar o exame. O MEC entende que Jacqueline tem direito de fazer uma única avaliação, a que abrange questões de linguagens e códigos e de matemática, além de uma redação - a prova que a estudante fez no dia 3 de novembro deve ser computada.

Sem ter tomado conhecimento desta decisão judicial, a estudante, ao chegar ao colégio para fazer o exame, foi surpreendida pela ausência de responsáveis pela aplicação da prova. "Tinha me preparado mais uma vez, feitos exercícios e, quando cheguei lá, não havia ninguém", afirma. "Acho uma grande falta de respeito o que estão fazendo comigo”, completa.

Leia mais:
Colégios da elite do Enem têm poucas turmas e fazem vestibulinho
Consulte o ranking do Enem por escola em 2011
Professores analisam quatro redações de candidatos do Enem
Mãe denuncia filha por uso do celular no Enem e candidata é desclassificada

Insatisfeita com decisão de ter de fazer o exame no dia 20, a jovem solicitou, por meio do advogado de sua família, Evaristo Araújo, uma retificação da data para os dias 18 e 19, buscando, novamente, realizar as provas dos dois dias de exame. A justificativa é que a data estipulada coincide com a formatura da jovem. "Mais uma vez, Jacqueline seria prejudicada", diz Araújo.

Documentos entregues pelo Inep à Justiça estimam um gasto de R$ 2,3 milhões para a reaplicação do exame à aluna. O MEC não se pronunciou sobre esse valor para a elaboração de um único exame.

Além dos transtornos que a eliminação já lhe causou, Jacqueline tem receio de que a falta de uma nota no Enem a prejudique em alguns vestibulares. Sua pontuação lhe garantiria pontos a mais na Unicamp e no Mackenzie, onde concorre a uma vaga no curso de Arquitetura.

Para evitar isso, o advogado da família deve entrar com ação preventiva para que a nota da estudante seja acrescida posteriormente. A família também estuda entrar com uma ação contra os órgãos responsáveis pelo Enem para uma "reparação do dano moral" causado à jovem.

Confundida com uma homônima, desclassificada por engano

Em novembro, a aluna foi impedida de fazer as provas do segundo dia do Enem por ter sido confundida com uma homônima de Mogi das Cruzes (SP), que fotografou o exame e divulgou a imagem em redes sociais. A Jacqueline de São Paulo foi retirada da sala por um fiscal e obrigada a assinar um "termo de eliminação". A de Mogi fez as questões sem interrupção.

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assim que tomou conhecimento do equívoco, entrou em contato com a mãe da jovem paulistana, pediu desculpas e assegurou que a aluna poderia fazer nova prova. Posteriormente, a candidata de Mogi foi eliminada do Enem.

No final de novembro, a jovem ganhou liminar que lhe deu o direito de escolher local e data em que faria as provas e a dispensava dos exames nos dias 4 e 5 de dezembro, quando o Enem é aplicado em unidades prisionais e socioeducativas. Na ocasião, a família alegou que a jovem seria prejudicada, pois a data era próxima de outros vestibulares.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Leia tudo sobre: EnemEnsino Médio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG