Transporte público complica vida de candidatos no DF

Neste domingo, candidato perdeu segundo dia de provas do Enem após esperar ônibus em cidade-satélite por 40 minutos

Wilson Lima - iG Brasília | - Atualizada às

O transporte público do Distrito Federal (DF) é apontado como o maior vilão de candidatos que chegaram atrasados nos dois dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) . Se no sábado (3), um vendedor de bijuterias não conseguiu fazer as provas por causa de um acidente no ônibus em que ele estava, neste domingo (4), um estudante também não conseguiu entrar porque ficou esperando 40 minutos por transporte coletivo.

Luiz Felipe Santana Santos, de 22 anos, é morador de Ceilândia Norte, a cerca de 30 quilômetros de Brasília, e imaginava que em duas horas conseguiria chegar ao local de provas, em Brasília, no Centro Educacional Leonardo da Vinci. Mas ele foi obrigado a esperar por 40 minutos até chegar o primeiro ônibus. “Quando desci, ainda tentei correr, mas não consegui. É uma pena”, disse. “Acho uma injustiça. Acho que o Estado deveria melhorar o transporte público como todo”, complementou.

Cobertura completa: Veja especial do iG sobre o Enem 2012

Fotos do sábado: Veja imagens de candidatos no primeiro dia de provas

Irregularidades no 1º dia: 37 candidatos do Enem são desclassificados por postar fotos

Avaliação da prova: Questões com “pegadinhas” marcam primeiro dia do Enem 

O estudante se preparava em média duas horas por dia durante os dias de semana e cinco horas durante os finais de semana. Ele tentava uma vaga no curso de Matemática. E no primeiro dia de provas, ele imaginava que tinha acertado aproximadamente 70% da prova. “Eu fiz uma boa prova. Não estava difícil. É uma pena porque imaginava que deveria ter um bom rendimento hoje também”, revela.

Depois da prova: acompanhe a correção das questões no iG 

Apesar de não terem perdido as provas, outros estudantes reclamaram do transporte público no Distrito Federal. Alana Mattos, de 21 anos, disse que teve problemas para chegar ao local de provas tanto no sábado, quanto no domingo. Ela mora no Guará, cidade satélite a cerca de 20 quilômetros do Plano Piloto. “Nos dois dias, eu esperei por mais de 30 minutos um ônibus. A minha sorte é que eu sempre saí de casa muito cedo. Cheguei também bem cedo, mas não corri o risco de perder as provas”, disse. Ela faz o Enem pela primeira vez e tenta uma vaga no curso de Direito. Neste domingo, os primeiros candidatos chegaram aos locais de prova por volta das 10h30, uma hora e meia antes da abertura dos portões.

    Leia tudo sobre: enemprovasbrasíliaensino médiodf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG