Candidatos refletem pluralidade de usos do Enem

Em todo o País, quase 6 milhões de pessoas já começaram a realizar a prova de Ciências Humanas e da Natureza neste sábado

André Carvalho iG São Paulo | - Atualizada às

Os quase 6 milhões de candidatos que prestam o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)  em todo o País neste domingo já estão realizando o primeiro dia de provas, que começou às 13h, no horário de Brasília, mesmo nos Estados onde não há horário de verão. Na Uninove, no bairro da Barra Funda, em São Paulo, o grupo reunido antes da prova reflete a diversidade de usos do exame.

Veja especial do iG sobre o Enem 2012

São pessoas de todas idades que vão usar sua pontuação para conseguir vagas em universidades federais e bolsas pelo Prouni em faculdades privadas, treineiros querendo conhecer a prova, profissionais em busca de uma segunda graduação e até quem faz o exame para obter diploma de conclusão do ensino médio.

Depois da prova: acompanhe a correção das questões no iG

Leonardo Gabriel da Silva 19 anos, morador do Parque São Domingos, chegou três horas antes do exame e matou o tempo relembrando conceitos de Química Orgânica. Ele está prestando o exame pela segunda vez, em busca de uma vaga no curso de Administração da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Também pretende prestar a Fuvest. "Estudei o ano todo, pretendo passar no Enem. A Fuvest é mais difícil, estou com um pé atrás".

Bruno Zanardo/Fotoarena
Leonardo Gabriel da Silva, 19 anos, chegou três horas antes ao local de prova em São Paulo

Já o funcionário público Lauro de Souza Lima, 52 anos, quer usar os créditos do exame para conseguir seu diploma de ensino médio – a universidade ainda não está nos planos de curto prazo: “Quero prestar o Enem para abrir portas e, a partir disso, ver para onde caminhar”.

Kamylla Tavares, de 16 anos, ainda está no segundo ano do ensino médio, mas quis prestar o exame para conhecê-lo melhor, com o objetivo de conseguir pontuação suficiente para no ano que vem obter uma bolsa do Prouni para estudar Direito. "Vou tentar tudo que der”, afirmou à reportagem do iG .

Bruno Zanardo/Fotoarena
Letícia Assunção Baradel, 17 anos, foi prestar o Enem pela 1ª vez acompanhada do pai Rogério José Baradel

Letícia Assunção Baradel, 17 anos, tem a estratégia mais focada. A estudante de escola pública veio prestar o exame pela primeira vez, acompanhada do pai, Rogério José Baradel, de 42 anos, pensando em conseguir uma bolsa do Prouni para estudar Psicologia na própria Uninove. O exemplo vem de casa: o pai também é bolsista do Prouni. "Procuramos apoiar o máximo possível, pois dependemos da bolsa, porque a faculdade é muito cara", disse Rogério.

Alex Henrique da Costa Florio, 19 anos, foi à Uninove apenas para apoiar a namorada Daiane Sobral, 17, apesar de estar no último ano do ensino médio e também buscar uma vaga na universidade. “Vou prestar no ano que vem, quero fazer cursinho para me preparar melhor”, disse. Já Daiane almeja uma vaga em Publicidade, apesar de sentir que pode ter dificuldades. “Não tive reforço em Matemática, Física e Química, que é onde o ensino da escola pública deixa a desejar”.

Também há quem procure o Enem como uma forma de melhorar a vida profissional. Alane dos Santos, 27 anos, é formada em Pedagogia pela Unip e está prestando o exame neste sábado para conseguir uma vaga em Psicologia ou Fonoaudiologia na Unifesp. “Quero fazer outra faculdade para dar aula no Ensino Superior”, disse, antes de entrar na sala para fazer a prova.

Eliana Conceição da Silva, 55 anos, é agente comunitária de saúde, e está prestando o Enem pela primeira vez para se canditatar a uma bolsa do Prouni para estudar Serviço Social. "Quando comecei a trabalhar nesta área, já pensei em fazer uma faculdade para me aperfeiçoar. Estudo nunca é de menos. Quero seguir neste ramo para ajudar as pessoas".

Os candidatos têm 4,5 horas para concluir as 90 questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza neste sábado. O iG e o Cursinho da Poli farão a correção comentada das questões a partir das 18h .

    Leia tudo sobre: Enemprovasensino médio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG