BRASÍLIA - A elaboração de um plano nacional com estratégias de implementação da lei que tornou obrigatório o ensino de história e cultura afro-brasileira nas escolas de ensino fundamental e médio será discutida durante o Encontro Nacional para Implementação das Diretrizes Curriculares para Educação das Relações Étnico-Raciais.

Promovido pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do Ministério da Educação (MEC), o evento reunirá, nesta terça e quarta-feira, gestores de sistemas escolares, professores, representantes dos movimentos sociais e membros de Conselhos de Educação municipais e estaduais.

Eles devem discutir questões como a formação continuada de professores e a elaboração de material didático apropriado ao ensino do tema étnico-racial. O plano nacional para implementação da lei deve ser apresentado ao ministro da Educação, Fernando Haddad, em agosto, segundo informações do MEC.

Leia mais sobre: MEC - Haddad

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.