Em Viçosa, escolas vizinhas têm realidades distantes

No campus da UFV estão as escolas de número 3 e 5.755 do ranking nacional. Conheça suas diferenças e semelhanças

Carolina Rocha, iG São Paulo |

Duas realidades distintas compartilham um mesmo espaço na cidade de Viçosa, que fica na Zona da Mata de Minas Gerais, a 230 km da capital Belo Horizonte. A instituição Coluni (Colégio Universitário), 3ª colocada no ranking nacional pela nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e a Escola Estadual Effie Rolfs, 5.755ª colocada na mesma lista, estão instaladas no campus da Universidade Federal de Viçosa (UFV), mas ficam muito distantes no que diz respeito aos recursos. (Veja no fim da reportagem o ranking completo das escolas)

O iG Educação conversou com as diretoras dos dois colégios - Eunice Bitencourt Bohnenberger, do Coluni, e Judite Araújo Borges, da Effie Rolfs - para mostrar por que duas escolas vizinhas estão tão distantes nas notas do Enem.

Origem
Ambas foram inauguradas em 1965 e são gratuitas. A Escola Estadual Effie Rolfs foi criada para atender  filhos de funcionários da instituição federal e dar curso supletivo aos trabalhadores da UFV que não tinham formação. É administrada pelo governo estadual e atualmente recebe estudantes de vários bairros de Viçosa, especialmente dos mais periféricos.

O Coluni é o lugar em que a Faculdade de Ensino da UFV aplica seus conhecimentos e pesquisas - o chamado Colégio de Aplicação. Surgiu oferecendo apenas o último ano do ensino médio, com o intuito de preparar os estudantes locais para conquistar uma vaga na universidade. Com o tempo, passou a oferecer os três anos do segundo grau e atende atualmente alunos que vêm de todas as partes do País - em 2010, 80% dos 400 estudantes da escola são de fora de Viçosa.

Somente em Viçosa, existem quatro cursos preparatórios para os candidatos interessados em concorrer a uma vaga no Coluni, que faz vestibular para preencher por volta de 10 vagas em cada série. Todos os anos, são cerca de 10 a 15 candidatos inscritos para concorrer a cada vaga oferecida.

No Effie Rolfs não há concurso para seleção de novos alunos. Os candidatos concorrem por ordem de inscrição às vagas disponíveis a cada ano.

Expertise

Com 1.365 alunos estudando do 1º ano do ensino fundamental ao 3º do ensino médio, o Effie Rolfs se especializou em atender alunos carentes. Tem 17 professores capacitados para lidar com alunos com transtornos globais de desenvolvimento, como síndrome de down, autismo, problemas de visão, entre outras limitações. Seu laboratório de informática, que possui 20 computadores, tem um deles especialmente preparado para que estes alunos o utilizem. O Coluni não tem este atendimento.

Vestibular

Quando o assunto é aprovação em vestibular, o Coluni sai à frente do Effie Rolfs. No último ano, dos 159 alunos matriculados na última série do Coluni, 92% conquistaram vaga em uma universidade pública. Apenas na UFV, pelo menos 10 alunos ficaram em 1º lugar no vestibular dos cursos a que concorreram. No Effie Rolfs, dos 244 alunos do ensino médio no ano passado, 133 fizeram a prova do Enem. Destes, 80 se inscreveram para concorrer a uma vaga na UFV e 48 foram aprovados na instituição.

Professores

No Coluni, o vínculo dos docentes com a universidade é empregatício. Os 26 professores do colégio são efetivos e funcionários concursados para a UFV, mas que aplicam seus conhecimentos na escola de ensino médio. Todos trabalham em regime de dedicação exclusiva. Entre eles, dez têm título de doutor, 13 de mestre, dos quais três estão em treinamento pré-doutorado, um é pós-doutor e outro está em vias de adquirir o mesmo título.

Divulgação
Alunos do Coluni no pátio da escola. Eles não precisam usar uniforme e têm livre acesso à UFV
No Effie Rolfs, a UFV atua de forma indireta. Os estudantes que fazem cursos de licenciatura na universidade de Viçosa praticam o que aprendem ministrando aulas de reforço aos alunos no período livre – os alunos da manhã recebem reforço à tarde e vice-versa. No quadro de docentes da escola, não faltam professores para nenhuma disciplina. Todos são efetivos, mas não têm regime de exclusividade. Dos mais de 80 profissionais, apenas um tem mestrado e dois estão concluindo esta titulação. Os demais contam com diversos cursos de especialização e todos participam das capacitações a distância oferecidas pelos governos estadual e federal.

Recursos pedagógicos

O Effie Rolfs conta com um armário em que guarda seus três datashows, dois notebooks, uma tela de projeção, três TVs e a mesma quantidade de aparelhos de DVD, que são utilizados por todos os professores, nos três períodos de aula (manhã, tarde e noite). Os recursos multimídia são levados para algumas das 16 salas do colégio mediante ao agendamento prévio que o professor deve fazer para utilizá-los.

Divulgação
As salas de aula do Coluni são todas equipadas com datashow, TV e aparelho de DVD
O Coluni, apesar de contar com duas salas de projeção de vídeos, prefere manter em todas as oito salas de aula pelo menos um datashow, TV e aparelho de DVD. Os laboratórios de ciências (específicos para química, física e informática) são equipados recursos modernos. No laboratório de informática, por exemplo, os alunos têm acesso livre aos computadores conectados à internet a qualquer momento, desde que não estejam sendo utilizados por algum professor.

No Effie Rolfs o laboratório pode ser usado, desde que sob a supervisão das duas bibliotecárias e para fins de pesquisa escolar.

As duas escolas adotam o material fornecido pelo Programa Nacional do Livro Didático, do Ministério da Educação (MEC), e complementam com materiais que os professores elaboram para suas aulas, como os conteúdos multimídia, por exemplo. Nenhuma das duas usa apostilas próprias ou as adquirem de sistemas de ensino particular.

Apoio ao aluno

Orientação educacional é o lema de das duas escolas. No Coluni, além de o estudante receber orientações sobre as matérias diretamente com seus professores, seu comportamento é avaliado de perto. As notas e as faltas são acompanhadas pelos coordenadores pedagógicos, que alertam os pais assim que o rendimento do aluno diminui. Outra preocupação é quanto ao lado emocional dos alunos. Como muitos deles moram longe da casa dos pais, ao primeiro sinal de tristeza eles são chamados para conversar com os orientadores.

No Effie Rolfs o desempenho dos alunos é comunicado aos pais em reuniões ao fim de cada bimestre, nas quais são apresentados os boletins.

Infraestrutura

Reprodução
Estudantes do Effie Rolfs em visita ao Museu de Zoologia da UFV
O campus da universidade que abriga as duas escolas é fundamental para o desenvolvimento de ambas. Os alunos do Coluni, que são considerados membros da UFV, contam com o refeitório universitário para fazer suas refeições. Os esportes são praticados no centro poliesportivo da Faculdade de Educação Física. A biblioteca deles é a central da universidade, que tem uma seção com títulos para o ensino médio.

As festas, reuniões, entre outros eventos do Effie Rolfs são feitos nos anfiteatros da universidade e a escola pode ainda usar as quadras poliesportivas, desde que agende com antecedência. Os pavilhões de aula da UFV também são usados pelos alunos da escola para receber o reforço escolar dado pelos licenciandos da universidade, já que o colégio tem suas salas ocupadas nos três períodos.

Diferenciais

Além dos recursos materiais, o apoio pedagógico da universidade, o processo seletivo concorrido e o foco da escola apenas no ensino médio, o Coluni tem ainda outras características que o coloca entre as melhores escolas do País.

“Os alunos do Coluni são muito responsáveis. A relação deles com a escola é muito boa. Eles não têm inspetor disciplinar em cima, não impomos uniformes, eles circulam livremente pelo campus da universidade e essa convivência, além de muitos morarem longe dos pais, reflete diretamente no amadurecimento deles”, ressalta Eunice.

Reprodução
Formatura das alunas de Pedagogia do Effie Rolfs, realizada em anfiteatro da UFV
Mesmo estando em situação oposta, a diretora do Effie Rolfs vê a escola como uma privilegiada. “Nos últimos anos a escola recebeu duas ampliações, temos o apoio da UFV, os espaços que ela nos oferece. Para ficar perfeito precisaríamos ainda construir uma quadra poliesportiva aqui na escola e um anfiteatro, pois usamos o pátio da escola, onde cabem umas 400 cadeiras, mas comparado à situação de outras escolas da região nós temos uma infraestrutura muito boa e fico até meio sem jeito de pedir mais reformas”, diz Judite.

Ranking

O iG elaborou o ranking dos melhores e dos piores desempenhos no Enem com base nas médias totais de cada escola. Esse critério considera as médias das notas dos alunos nas provas objetivas (nas quatro áreas do conhecimento) e na redação. Foram consideradas somente as notas do ensino médio regular.

Nos casos em que menos de dez alunos fizeram a redação, não há nota global disponível, por isso, não foram considerados no ranking do iG. O mesmo acontece com as escolas cuja taxas de participação – relação entre o número de matriculados no terceiro ano na escola e a quantidade de participantes no Enem – foi inferior a 2%. Elas e as escolas em que menos de dez participantes participaram do exame também estão fora da lista, pois não tiveram médias totais divulgadas.

Os resultados das médias obtidas pelas 25.484 escolas que oferecem ensino médio regular e participaram da avaliação serão liberados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta segunda-feira. Do total – um número 5% maior em relação a 2008, quando 24.253 escolas participaram do Enem –, 17.898 obtiveram médias globais. Desses, 17.882 tinha, pelo menos, dez alunos matriculados no ensino médio.

As notas das escolas que oferecem a modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) - o antigo supletivo - também foram divulgadas pelo Inep. As regras para as médias globais são as mesmas. Ao todo, 7.670 colégios participaram do Enem, mas 1,4 mil tiveram notas das provas objetivas e redação. O desempenho de todas as escolas, inclusive as que não obtiveram médias globais podem ser conferidas na tabela abaixo.

ATENÇÃO: para fazer a busca da sua escola, não coloque cedilha ou acentos gráficos (acento agudo, circunflexo ou til).

    Leia tudo sobre: EnemColuniEffie RolfsViçosarankingescolasUFV

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG