Em clima de ansiedade, candidatos começam 2ª prova da Fuvest

Prova de hoje, com língua portuguesa e redação, é a primeira de três que compõe última fase para entrar na USP

Marina Morena Costa e Guilherme Pichonelli, iG São Paulo |

A 2ª fase da Fuvest, o vestibular para a Universidade de São Paulo (USP), começou hoje e recebeu candidatos de outros Estados, gente que veio direto da praia, ciclistas e muitos estudantes que deixaram de tirar férias para estudar um pouco mais. Serão três dias de prova.

iG FARÁ CORREÇÃO ONLINE LOGO APÓS A PROVA

Flavia de Rosso, 17 anos, que tenta uma vaga em Psicologia, conta que não teve férias por causa da Fuvest. Ela teve aulas no cursinho entre o Natal e a última sexta-feira, dia 7. “Estou tranquila porque sei que quando acabar terei um descanso bom”, diz a estudante, que embarca dia 12 para uma viagem de um mês pelo Nordeste.

Para outros alunos, São Paulo é que foi o destino das férias. Cintia Reis, 17 anos, veio de Brasópolis, em Minas Gerais, acompanhada da mãe, Patrícia Reis, para prestar Fuvest e aproveitaram para visitar parentes na capital paulista. A jovem tenta uma vaga em Engenharia de Produção e foi escalada para fazer a 2ª fase exatamente no prédio da Politécnica, onde são dadas as aulas de engenharia. “Quero muito estar aqui estudando em março.”

Ainda de mais longe veio Marina Braga, de 23 anos, que já estuda Medicina em Teresina, mas tenta pela segunda vez entrar na Universidade de São Paulo (USP) “porque é a melhor do Brasil”.

Pedalando até a porta
No mesmo prédio, Nina Anderson, de 18 anos, chegou para prestar a prova de bicicleta. Moradora do bairro da USP, o Butantã, ela disse que pedalar a deixa relaxada. “Não tenho carteira de motorista e nem vontade de dirigir, acredito que pedalar é uma forma de vir relaxando.”

A maioria dos candidatos que estavam na unidade Memorial da Uninove, local com maior número de inscritos para a 2ª fase da Fuvest, não parecia relaxada. Quando os portões abriram, às 12h20, milhares entraram concentrados e ansiosos.

Nuno Albuquerque, de 19 anos e candidato a uma vaga em Farmácia, se disse contente pela prova temida redação ser logo no primeiro dia. “Acho que vai ser difícil, mas é bom porque a ideia é selecionar os melhores”

Luciana de Almeida, de 18 anos, era uma exceção. Candidata a uma vaga em moda, ela estava na praia até a véspera “Não estudei muito, confesso”. Outro que tirou férias entre a primeira e a segunda fase, foi o candidato ao curso de Artes Cênicas, Ariel da Silva, de 19 anos, que passou alguns dias no Rio de Janeiro. “Mas eu estudei”, garante.

    Leia tudo sobre: FuvestUSP2ª faseredaçãocandidatosvestibulandos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG