Cuiabá muda horário escolar por conta de baixa umidade do ar

As aulas ocorrerão das 7h às 10h e das 14h às 17h sem intervalo para lanche. Hoje a temperatura foi de 38ºC e a umidade de 11%

AE |

Devido ao estado de emergência, seguindo recomendação da Defesa Civil, a Secretaria Municipal de Educação de Cuiabá (MT) enviou um documento às 97 escolas da rede ensino da capital alterando o horário das aulas. As atividades escolares no período da manhã vão ocorrer das 7 horas às 10 horas. À tarde, as aulas devem ser ministradas das 14 horas às 17 horas.

A umidade chegou a 11% à tarde, com temperatura em torno de 38ºC. O período do intervalo deve ser suprimido do expediente, para evitar exposição dos estudantes ao sol. Ontem, as aulas foram suspensas às 15 horas na maioria das escolas. O número de atendimento nas policlínicas aumentou em mais de 50%, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Pelos padrões da Organização Mundial de Saúde (OMS), índices abaixo de 30% caracterizam estado de atenção. Leitura abaixo de abaixo 20% configura estado de alerta e menos de 12%, estado de emergência. A baixa umidade relativa do ar é agravada pela cortina de fumaça que cobre Cuiabá. As condições se tornam mais problemáticas na cidade por causa da poluição provocada pelas queimadas urbanas.

No interior do Estado de Mato Grosso, a situação é ainda mais crítica. As prefeituras locais estão suspendendo também atividades previstas para o mês de setembro. Em Sorriso, por exemplo, a prefeitura cancelou os desfiles cívicos do 7 de Setembro.

A previsão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) é que amanhã a umidade relativa do ar em Cuiabá suba para 12% e a cidade passe à condição de estado de alerta. A previsão do Inpe para Mato Grosso na próxima semana é de temperaturas médias oscilando entre mínima de 17ºC e máxima de 36ºC. A umidade relativa do ar também deve continuar baixa em todo o Estado, apresentando médias de 20%. Chuvas só a partir da segunda quinzena de setembro, segundo o Inpe.

    Leia tudo sobre: CuiabáHorário de aula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG