Comissão da USP Leste decide deixar tudo como está

Novo relatório com observações dos professores e alunos será feito em resposta a estudo que sugeria corte de 330 vagas

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

A Comissão de Graduação da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (USP Leste) decidiu nesta quinta não acatar nenhuma sugestão do estudo que sugeria corte de 330 das 1.020 vagas na unidade. A maior parte dos professores representantes discordou das observações feitas e um novo documento será feito em resposta ao "relatório Melfi", como ficou apelidado por ter sido encabeçado pelo ex-reitor, Adolpho Melfi.

A reunião foi feita no auditório com plateia de 150 alunos. Alguns professores, como os de Gestão Ambiental e Lazer e Turismo, chegaram a concordar com a redução de vagas, mas a deliberação foi por adiar qualquer decisão para o próximo ano. "Para 2012 fica tudo como está, achamos que qualquer mudança agora seria abrupta", disse a presidente da comissão Mônica Sanches Yassuda.

A recomendação era o cortes de pelo menos 10 vagas em cada curso da unidade. No caso de licenciatura de ciências da natureza, a redução seria de 120 para 40 e o curso de obstetrícia perderia todas as suas 60 vagas que passariam a Escola de Enfermagem da USP, em Pinheiros, conforme revelou o iG há três semanas. Desde então, foram feitos protestos quase diariamente na unidade, diante da reitoria e até para o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Na segunda-feira passada, o diretor da unidade, Jorge Boueri, disse a um grupo de deputados que não haveria redução, mas poderia ocorrer remanejamento das vagas. Monica ainda não descarta totalmente essa hipótese. "A nossa decisão agora vai ser apreciada por outras instâncias, tem que ficar claro que há uma hierarquia na universidade", diz.

Infraestrutura 

Na reunião foi dito que a manutenção das vagas exige a contratação de mais professores e aumento da infraestrutura. A unidade foi inaugurada em 2005, mas ainda faltam muitos equipamentos, como a piscina essencial para o curso de Ciências das Atividades Físicas.

 A USP Leste é responsável por atender 10% dos alunos de graduação, mas tem apenas 1,37% do orçamento de toda a instituição. A unidade também tem 29 alunos por funcionário, enquanto a média geral é de 6 estudantes por empregado.

    Leia tudo sobre: usp lestevagascomissão de graduaçãoyassuda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG