Comentários sobre a prova de Geografia da Unesp

SÃO PAULO - Veja os comentários dos professores do Cursinho da Poli sobre a prova de Geografia do vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp), aplicada neste domingo.

Redação |

"Prova sem surpresas. De modo geral, mais tranqüila do que nos anos anteriores, não pela menor dificuldade das questões, mas pela forma utilizada em sua elaboração.

A Vunesp exigiu dos candidatos a capacidade de articular duas ou até três informações diferentes nas respostas, abordando aspectos variados da realidade (físicos, sociais, econômicos, políticos) e as relações existentes entre eles. Isso, a nosso ver, permitiu maior possibilidade de acertos.

Entretanto, nota-se, de um modo geral (também em outras provas), um pouco de falta de cuidado na elaboração das questões. Nesta prova, isso ocorreu na questão 33, na qual não se pode associar o aumento das safras agrícolas com o aumento da produção de alimentos.

Muitos produtos agrícolas não se destinam ao consumo humano ou são utilizados na maior parte como insumos, como é o caso do algodão (produzido para a indústria têxtil) e a soja (destinada em grande parte a produção de rações) e, até mesmo, alguns são produzidos diretamente como "não alimentos" (como no caso da cana-de-açúcar, destinada à produção de etanol).

Quanto à distribuição das questões houve predomínio de Geografia Geral (7) em relação à Geografia do Brasil (5)."

    Leia tudo sobre: geografiaunespvestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG