Com patrulha da PM, Unicamp comemora queda de ocorrências

No começo desde ano, furtos de veículos caíram 86%. Polícia Militar faz vigilância no campus "há décadas"

Marina Morena Costa, iG São Paulo |

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) comemora uma diminuição no número de ocorrências de violência em seu campus. Nos primeiros quatro meses de 2011, a universidade registrou uma queda de 85% nos casos de furtos de veículos. Foram 26 em 2010, contra quatro, neste ano. As ocorrências de roubo se mantiveram praticamente no mesmo patamar: cinco em 2011, contra duas no mesmo período do ano passado.

Há décadas, viaturas da Polícia Militar patrulham o campus, de quase 3 milhões de metros quadrados, da mesma forma que monitoram as ruas da cidade. O reitor Fernando Costa comemora a redução da violência e a atribui ao aumento do número de postos onde se posicionam a polícia e funcionários responsáveis pela segurança. “Mesmo assim, não estamos imunes à violência. Se acontece assalto em Barão Geraldo (bairro do campus) acontece aqui também”, diz.

Para monitorar a área, 215 profissionais do Serviço de Vigilância circulam em 11 automóveis e 11 motocicletas. Segundo a reitoria, os vigilantes acionam a PM sempre que notam algo fora do comum, como carros estacionados no campus após o término do período de atividades acadêmicas.

Neste ano, a universidade investiu R$ 3 milhões para a instalação de um sistema de monitoramento por câmeras, que começa a funcionar totalmente no dia 30 de maio. São 26 câmeras e uma central de monitoramento, na qual trabalham 50 funcionários divididos em turnos para cobrir a instituição 24 horas por dia.

Em janeiro foram retirados todos os caixas eletrônicos de áreas de livre acesso. Agora, os equipamentos ficam somente dentro das agências bancárias que funcionam no campus. Nos próximos meses, um sistema de cancelas eletrônicas para veículos deve começar a funcionar. Serão investidos R$ 600 mil para aprimorar o sistema de entrada e saída da Unicamp, que hoje é feito com o controle de crachás.

O sistema de vigilância da Unicamp inclui uma central para onde alunos e professores podem ligar e pedir para serem acompanhados quando acharem que a situação é arriscada.

* Colaborou Cinthia Rodrigues, iG São Paulo

    Leia tudo sobre: UnicampsegurançaPM na universidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG