Cartilha sobre bullying será distribuída nas escolas

Cerca de 46 mil exemplares elaborados pelo Conselho Nacional de Justiça seguirão para tribunais e secretarias de educação

iG Brasília |

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) elaborou uma cartilha para ajudar professores e pais a prevenir o problema do bullying nas escolas. Cerca de 46 mil cartilhas serão encaminhadas a tribunais, Ministério da Educação e secretarias estaduais de ensino. O material também está disponível no site do conselho.

Apresentado durante seminário sobre o tema esta semana em Brasília, o material de autoria da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa da Silva é didático e pretende auxiliar os educadores a lidar com a violência psicológica e até física sofrida por crianças e adolescentes. Além de ajudá-los a identificar vítimas e agressores desse tipo de violência, a cartilha fala sobre como a escola pode evitar o bullying.

Para a médica, a exposição dos envolvidos nesse tipo de conflito pode causar mais prejuízos do que os causados pelo bullying. Ela defende a criação de estruturas de conciliação nas escolas com profissionais especializados. A cartilha é uma das iniciativas do Projeto Justiça nas Escolas, que visa aproximar o Judiciário das instituições de ensino no combate e na prevenção de problemas que afetam os alunos.

Palestras

Nesta sexta-feira, especialistas, educadores e integrantes do Judiciário se reúnem em seminário no Rio de Janeiro para discutir o tema. Organizado pela Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj), o encontro integra o Projeto Justiça nas Escolas.

    Leia tudo sobre: educaçãojustiçabullyingcartihaescolas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG