Capes aprova 11 novos programas de pós-graduação em agrárias

Em todas as áreas, há quase 900 pedidos na fila para avaliação apenas este ano. Aprovados começam em 2011

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

Uma das maiores áreas em pós-graduações do país, as Ciências Agrárias contarão com mais 11 programas a partir de 2011. As universidades que iniciarão os cursos receberam aprovação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) após reunião do Conselho Técnico Científico na semana passada.

Com o endurecimento de regras para credenciamento de universidades anunciado ontem pelo Ministério da Educação, a aprovação de novos programas ganha ainda mais importância. Agora, será necessário ter pelo menos quatro mestrados e dois doutorados para ganhar status de universidade. Ao todo, o conselho analisará ainda este ano quase 900 pedidos de novos programas, um terço do total existente hoje com a nota mínima para funcionar, que é de 2.718.

Se as demais áreas seguirem o padrão de Ciências Agrárias, no entanto, a maioria dos projetos não conseguirá aval para o próximo ano. Além dos 11 aprovados, havia mais 25 pedidos, que foram reprovados e dois que serão reanalisados. “O normal é aprovar apenas um terço mesmo”, diz o coordenador da área na Capes, Moacir Pascoal.

Os novos cursos de mestrado são: Fitotecnia na Universidade Federal do Piauí, Produção Vegetal na Universidade Federal de Pernambuco e Engenharia Florestal da Universidade Regional de Blumenau, todos com nota 3. Engenheria de Sistemas Agrícolas, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz da Universidade de São Paulo, já começa como programa de mestrado e doutorado e conceito 5 e Proteção de Plantas da Universidade Federal de Alagoas, também inicia como mestrado e doutorado com nota 4.

Os programas Biotecnologia Vegetal, da Universida Federa de Lavras, Solos e Nutrição da Universidade Federal do Ceará, Recursos Genéticos Vegetais, da Universidade Estadual de Feira de Santana e Manejo de Solo e Água da Universidade Federal da Paraíba existiam como mestrado e passam a ter também o doutorado, todos com conceito 4. Também foram aprovados dois mestrados profissionalizantes, o de Agricultura de Precisão da Universidade Federal de Santa Maria e o de Defesa Sanitária Vegetal, ambos com conceito 4.

    Leia tudo sobre: CapesCiências Agráriasavaliaçãonovos programas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG