Candidatos temem o tempo na prova de Ciências Humanas da Unicamp

No primeiro dia da segunda fase, muitos não conseguiram responder todas as questões

Guilherme Pichonelli, especial para o iG |

No último domingo (16), muitos estudantes não conseguiram responder a todas as 24 questões da primeira prova da segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ontem foram aplicadas 12 questões dissertativas de Português e Literatura e 12 de Matemática. Hoje serão outras 24 perguntas, 18 de Ciências da Natureza e seis de Inglês.

Como a prova desta segunda-feira é totalmente da área de humanas, e exige muita reflexão, interpretação e escrita, os candidatos estão ainda mais preocupados com o tempo. Felipe Zaratni, de 18 anos, não teme nenhuma disciplina hoje, só o tempo. “Vou me cansar de tanto escrever. O tempo é o mais problemático”, afirma o estudante que quer ingressar em Ciências Sociais.

Na porta da Universidade Paulista (Unip) do Paraíso, local de prova com mais inscritos na capital paulista, os estudantes estão aflitos com o tempo. Segundo professores do Cursinho da Poli, não há razão para pânico: a prova não é feita para ser respondida completamente . “No geral, a maioria, provavelmente, não conseguiu responder a toda a prova. Isso é uma característica da Unicamp, ela é feita para isso”, afirma Claudio Rosa Lopes, professor de português.

Jordana Cristina, de 19 anos, deixou questões de português em branco, mas deu conta da prova de matemática. “Estou animada, porque era a prova mais difícil”, diz a estudante que quer cursar Ciências Biológicas.

Para Rafael Duccarelli, de 26 anos, a prova deveria ser mais sensível. “Quando você não dá o tempo necessário para o raciocínio, as respostas acabam sendo muito iguais. Quem perde é a própria Unicamp que não concede tempo ao estudante para pensar”, avalia o candidato, que é formado em ciência biológicas e agora quer cursar engenharia elétrica.

Segunda fase

A segunda fase do vestibular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) segue nesta segunda-feira (17). Hoje, os vestibulandos enfrentam as provas de Ciências Humanas e Artes (18 questões) e Inglês (6 questões). Na terça-feira, último dia desta estapa, será aplicada a prova de Ciências da Natureza com 24 questões.

As provas são obrigatórias a todos os candidatos e têm peso diferente, de acordo com a carreira escolhida. O candidato que zerar qualquer uma das cinco provas aplicadas na segunda fase será desclassificado do vestibular Unicamp

Neste ano, o vestibular Unicamp passou por algumas mudanças. A segunda fase não terá mais redação e será realizada em três dias e não mais em quatro. Segundo a Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (Comvest), as provas da segunda etapa serão agrupadas de maneira a estimular a avaliação integrada do conhecimento e a interdisciplinaridade na formulação das questões.

Não esqueça

No dia da prova, é obrigatório apresentar o original do documento indicado na inscrição. Os candidatos deverão levar caneta esferográfica transparente nas cores azul ou preta, borracha e uma pequena régua. Todas as respostas e cálculos devem ser feitos a tinta. Respostas a lápis não serão corrigidas.

Não será permitido portar calculadora, celulares e pagers, corretivo líquido, relógio com calculadora, bem como é proibido o uso de boné ou chapéu, ou quaisquer outros materiais estranhos à prova.

Específicas

Os candidatos aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Cênicas, Artes Visuais, Dança e Música devem realizar provas de habilidades específicas, entre os dias 24 e 27 de janeiro. Eles devem consultar as orientações para as provas, como locais e horários, na página da Comvest na internet: www.comvest.unicamp.br .

    Leia tudo sobre: unicampvestibularsegunda fase

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG