Câmara aprova aumento de salários de professores municipais de SP

O aumento será de 28,41% nos próximos três anos, em parcelas de 8,69%

iG São Paulo |

A Câmara de São Paulo aprovou ontem o aumento de salários dos professores da rede municipal de ensino. Eles  vão receber 28,41% de reajuste nos próximos 3 anos, em parcelas de 8,69%. O acordo foi firmado em maio entre as Secretarias Municipais de Educação e Gestão e os sindicatos da categoria. Somados aos 40,9% concedidos desde 2005, os salários terão sido reajustados em cerca de 80% em maio de 2013.

Os pisos salariais também foram reajustados, passando de R$ 1.950,00 para R$ 2.200,00, por 40 horas semanais de trabalho; de R$ 1.475 para R$ 1.650, por 30 horas; e de R$ 975 para R$ 1.100, por 20 horas semanais para docentes com nível universitário – maioria absoluta na rede.

"Queremos atrair e manter os melhores profissionais na rede municipal de ensino", destaca o secretário Alexandre Schneider.

Os educadores receberão também o pagamento da primeira parcela do Prêmio de Desempenho Educacional (PDE) em junho, com valores proporcionais à jornada de trabalho. Profissionais com 40 horas de trabalho, profissionais em Jornada Especial Integral de Formação (JEIF) e professores de Educação Infantil recebem R$ 800. Professores submetidos à Jornada Básica do Docente (JBD) com 30 horas/aula têm direito a R$ 600 e professores submetidos à Jornada Básica do Professor (JB) com 20 horas/aula recebem R$ 400.

    Leia tudo sobre: salárioprofessor

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG