Brasil ocupa a 76ª posição em relatório da Unesco sobre educação

BRASÍLIA - O Brasil ocupa a 76ª colocação no Relatório de Monitoramento de Educação Para Todos, elaborado pela Unesco. A organização avaliou 129 nações e diz que o País está em posição intermediária na busca de universalização da educação.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |

O estudo revelou que o Brasil está numa posição pior que a Argentina (27º), o Chile (37º), o México (48º), a Venezuela (64º) e o Peru (65º). O relatório é baseado numa série de metas definidas no Fórum de Educação Para Todos que se realizou em Dacar, no Senegal, no ano 2000. Na ocasião, seis metas principais foram definidas. A intenção é que todas sejam alcançadas até o ano de 2015.

Para o ministro da Educação, Fernando Hadadd, os dados não são novidade para o País, pois já teriam sido computados em pesquisas feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram usados para nortear as políticas públicas para educação.  Ele declarou ainda que o Brasil tem caminhando bem rumo às metas definidas pela Unesco. "Estamos muito próximos das metas da Unesco", disse.

A organização faz todos os anos o monitoramento global da educação, mas esta é a primeira vez que a organização produz um estudo específico sobre o Brasil. Por meio dele, é possível identificar discrepâncias regionais, revelando que o Norte e o Nordeste ainda apresentam o menor acesso à educação.

O estudo também mostra que as desigualdades sociais criaram um "abismo" no acesso escolar, já que os 20% mais ricos têm mais acesso e permanência nas escolas que os 20% mais pobres. Além disso, a questão racial ainda é marcante no Brasil. Os brancos superam os negros no ingresso aos estudos.

A Unesco classifica os países que estão mais próximos e mais distantes de alcançar as metas em três grupos. O primeiro deles é composto por 51 países; o segundo, que conta com a participação do Brasil, tem 53 nações; e o terceiro, os que estão mais distantes do cumprimento das metas, contam com 25 países. O relatório também traz dados sobre o acesso às escolas nas diversas faixas etárias. Todos os dados são comparativos entre 1999 e 2005.

Metas

O Marco de Ação de Dacar,  estabelece seis objetivos para o alcance da Educação para Todos até 2015. São eles: expandir e melhorar a educação e cuidados na primeira infância; assegurar o acesso de todas as crianças em idade escolar à educação fundamental completa, gratuita e de boa qualidade; ampliar as oportunidades de aprendizado dos jovens e adultos; melhorar em 50% as taxas de alfabetização de adultos; eliminar as disparidades entre gêneros na educação; e melhorar todos os aspectos da qualidade da educação.

Leia mais sobre: Educação

    Leia tudo sobre: educação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG