Brasil leva 150 atletas para os Jogos Sul-Americanos Escolares, no Uruguai

BRASÍLIA - Cerca de 150 jovens atletas brasileiros de 12 a 14 anos estão em Montevidéu, no Uruguai, para participar da 14ª edição dos Jogos Sul-Americanos Escolares, que começam nesta segunda-feira. A equipe do Brasil é formada pelos campeões das Olimpíadas Escolares de 2008, realizada em Poços de Caldas (MG), em setembro.

Agência Brasil |

Acordo Ortográfico

Os estudantes vão disputar provas de atletismo, basquete, handebol, xadrez e vôlei. Para o presidente da delegação e diretor do Departamento de Esporte de Base e de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, André Arantes, os jogos escolares internacionais são importantes para a descoberta de novos talentos.

Esse pessoal é muito novo e já é fruto de um processo seletivo que começou nas escolas públicas e privadas de todo o Brasil. Temos aqui atletas de todas as regiões e a maioria deles sai pela primeira vez para participar de um evento internacional, afirmou em entrevista à Agência Brasil.

Em 2007, a competição foi realizada no Chile e o Brasil foi campeão geral dos jogos, com 25 medalhas de ouro, 24 de prata e 13 de bronze. Arantes acredita que os atletas brasileiras vão repetir o bom desempenho em Montevidéu.

O Brasil ainda negocia sediar as próximas edições do evento. O presidente da delegação destaca que o Sul-Americano Escolar também tem a função de incentivar o esporte dentro das escolas.

Quando a gente olha para o esporte na escola, deve olhar com uma visão dupla. Primeiro, ele democratiza o acesso ao esporte porque faz com que a maior parte das crianças participe de jogos escolares e municipais. E, ao mesmo tempo, a escola permite que os talentos possam se desenvolver e participar de competições cada vez mais representativas, avalia.

Os Jogos Sul-Americanos Escolares seguem até 5 de dezembro.

Leia mais sobre: Educação

    Leia tudo sobre: educaçãoesportes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG