Brasil apoiará educação a distância em Moçambique

Programa pretende expandir ensino superior no país africano em parceria com instituições brasileiras

iG Brasília |

O Ministério da Educação vai apoiar a expansão da educação superior em Moçambique, ampliando cursos a distância em parceria com instituições africanas. A Portaria Normativa nº 22, que institui o programa, foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

A proposta será coordenada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). As instituições que participam do sistema da Universidade Aberta do Brasil (UAB) darão apoio ao programa também.

O programa pretende promover, principalmente, a formação de professores da educação básica do país africano. Serão criados cursos nas instituições de Moçambique, que deverão ter polos de apoio presenciais e receberão apoio da Unilab e da UAB.

A Capes também coordenará o processo de concessão de bolsas de estudo e auxílio a estudantes e professores, por meio dos acordos de cooperação internacional.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG