Bolsas de 1,1 mil euros na França

O programa Colégio Doutoral Franco-Brasileiro, cujo objetivo é formar recursos humanos de alto nível nos dois países, abriu inscrições até o dia 30 de junho. A iniciativa é da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Conselho de Presidentes de Universidades Francesas (CPU).

Agência Fapesp |

Podem participar do programa alunos brasileiros dos cursos avaliados com nota igual ou superior a cinco. Na França, a iniciativa é voltada apenas para os alunos de universidades consorciadas com o CPU. As atividades deverão ter início em outubro de 2008, na França.

O benefícios incluem bolsas mensais de 1,1 mil euros, passagens aéreas em classe econômica promocional, auxílio-instalação e seguro-saúde proporcional. Caso esteja previsto no acordo entre as instituições, o orientador estrangeiro receberá diárias para participar da defesa de tese de seu orientando.

Os estudantes que participarem do programa receberão bolsas de estudos, na modalidade doutorado-sanduíche, em regime de co-orientação ou co-tutela. No caso de co-tutela, o doutorando deverá permanecer na instituição de destino por um período de 12 a 24 meses. Para os inscritos na categoria de co-orientação, a permanência deverá ser de 12 meses.

Segundo a Capes, o programa permite que os doutorandos brasileiros e franceses tenham o título reconhecido automaticamente em ambos os países, nos casos de co-tutela. Para isso, é necessário que os estudantes brasileiros façam parte de seu doutorado na França e que os doutorandos franceses realizem parte de seu doutoramento no Brasil, nas diversas áreas do conhecimento.

Leia mais sobre: Doutorado - Capes - França - bolsa de estudo

    Leia tudo sobre: bolsacapesdoutoradoeducaçãofrança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG