Bolsa Família beneficia 17 milhões de estudantes de baixa renda no País

SÃO PAULO ¿ O Ministério da Educação divulgou, nesta quarta-feira, no I Seminário Intersetorial de Condicionalidades do Programa Bolsa Família, que o programa Bolsa Família beneficia 17 milhões de alunos da educação básica e 12 milhões de famílias de baixa renda em todo o País.

Redação iG Educação |

De acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, devido à parceria do ministério com Estados e municípios, foi possível cadastrar 53 milhões de alunos.O Bolsa Família apresentou ao censo escolar o desafio de acompanhar cada criança individualmente, ressaltou Haddad, durante a abertura do seminário.

O programa atende famílias com renda mensal de até R$ 140,00 por pessoa, com transferência direta que varia de R$ 22,00 a R$ 200,00, e tem intenção de combater a pobreza. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), para garantir a participação no programa, os pais precisam manter os filhos na escola e garantir que recebam cuidados básicos de saúde. O MEC é responsável por acompanhar a frequência escolar dos alunos.

Segundo o ministro, o acompanhamento da frequência não tem a intenção de punir os alunos que estão fora da escola, mas sim de descobrir as causas da evasão e garantir o direito de estudar a todas eles. Nosso enfoque não é contábil, é simplesmente para saber quem cumpriu ou não a condicionalidade, disse Haddad.

De acordo com os dados, o monitoramento da frequência dos estudantes aumentou 22% entre 2007 e 2009. Até o primeiro semestre deste ano, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e o MEC receberam informações de 84% dos alunos, entre seis e 17 anos, atendidas pelo Bolsa Família. São 15,5 milhões de cadastros individualizados, sendo 17,1 milhões de estudantes que participam do programa.

Leia mais sobre: Bolsa Família

    Leia tudo sobre: bolsa famíliaeducação básica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG