Alunos voltam às aulas cheios de perguntas

Mãos levantadas o tempo todo mostram a ansiedade e a quantidade de dúvidas no retorno à escola, que deve preparar acolhida

Cinthia Rodrigues, iG São Paulo |

Um braço levantado. Dois. Vários. Primeiro dia de aula é sinônimo de dúvidas. Como separo os cadernos? Com que cor é para escrever? Como a gente faz quando quer ir ao banheiro? Como é o seu nome? “Eles perguntam tudo e várias vezes”, comenta a professora de língua portuguesa Ana Elvira Casadei Iorio, que dá aulas no Colégio São Luiz, em São Paulo, e passou a manhã dando respostas.

Antes de entrar na rotina e começar a seguir a grade horária, as escolas devem fazer responder às dúvidas, fazer apresentações e tornar o ambiente convidativo para que os estudantes comecem com vontade o ano letivo. “Estes primeiros dias são de acolhida”, diz a coordenadora do segundo ciclo do ensino fundamental no São Luís, Maria Cristina Lozano Mazzocchi. “Eles chegam ansiosos para rever os amigos e com receio das novidades. Então, vamos mostrando tudo aos poucos e em meio a brincadeiras”, diz.

No final da manhã com jogos na quadra, competições em equipe e momentos em que cada aluno pode falar, Camila de Castilho Bottaro, de 10 anos, disse estar “mais tranquila”. Ela mudou de escola e começou nesta segunda-feira o 6º ano. “Estava bem nervosa por não conhecer ninguém e porque as matérias vão ser mais difíceis, mas já conheci novos amigos”, disse.

Os “veteranos” também chegam com novas dúvidas. Guilherme Sanches Ribeiro, 10, estuda no São Luís desde os dois, mas ainda tem suas perguntas. “Eu queria saber por que fiquei em turma diferente do meu amigo, mas me disseram que preciso conhecer mais gente”, contou consternado. Já sobre como funciona o local, ele dá aulas. “No ano passado eu apresentei tudo para um colega, se alguém precisar, eu faço de novo.”

Professora também estreia
Entre as pessoas que teriam aula no colégio pela primeira vez, estava a professora de Língua Inglesa, Eliane Pinotti Borguetti. Apesar de toda a experiência em outras escolas, ela confessa que estrear em um novo colégio e conhecer novos alunos a deixa nervosa. “Acho que fico mais ansiosa que eles, que em geral já conhecem pelo menos um colega”, comentou antes da primeira aula que para uma turma de 1º ano do ensino médio.

Para começar bem, ela estudou a produção dos alunos no ano anterior, colheu informações com os demais professores e preparou uma aula especial que chama de “contrato pedagógico”. “Quero ouvir deles o que cada um sabe, do que gosta e como vamos proceder nas aulas para que haja o maior avanço possível sem excluir ninguém”, explicou.

Mais séries e escolas a partir desta terça
A volta às aulas acontece aos poucos em todo o país. Em São Paulo, a rede de escolas do Sesi retomou os trabalhos na semana passada e colégios como o São Luís, na Paulista, o Santa Amália, na Vila Mariana, e o Augusto Laranja, em Moema, estão recepcionando algumas turmas por dia durante esta semana. A rede Objetivo retorna nesta terça-feira. Na próxima segunda, os alunos voltam às escolas municipais e a rede estadual paulista retoma as aulas no próximo dia 10.

No Rio de Janeiro, a volta às aulas nas escolas públicas será no dia 7 e, em Brasília, também no dia 10.

    Leia tudo sobre: volta as aulasprimeiro diasão luizparticulares

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG