Alunos suspensos em Barueri voltam às aulas amanhã

SÃO PAULO ¿ Os 41 alunos suspensos da escola Tarso de Castro, em Barueri, São Paulo, na última segunda-feira, irão voltar às aulas normalmente nesta quarta-feira, segundo informações da assessoria de imprensa da Secretaria de Educação do município.

Redação |

De acordo com a secretaria, a escola sofre com problemas disciplinares causados pelos alunos, como a destruição do patrimônio, mau comportamento nas salas de aula e violência contra os colegas. Para você ter uma idéia, certa vez, um deles colocou laxante na merenda escolar fazendo com que muitos passassem mal, afirma o assessor.

Os pais dos alunos registraram ocorrência contra o secretário de educação de Barueri, Celso Furlan, acusado pelos alunos de humilhá-los. Além disso, os estudantes alegam que foram chamados de delinqüentes e bandidos.

Após se reunir com os pais dos alunos e o prefeito, o promotor de Justiça do município, Marcos Mendes Lira, diz que as acusações serão avaliadas. Se for necessário, será aberto um inquérito para investigar as acusações de racismo. E com relação a indisciplina, se há um comportamento sistemático, isso aponta um problema, que, muitas vezes, precisa de um acompanhamento até psicológico, afirma.

A assessoria da secretaria informou que a escola possui dossiês com os registros das indisciplinas, que serão encaminhados ao promotor, e que será encaminhada uma contra-denúncia à Promotoria, com relação às acusações feitas à Furlan. Se nenhuma acusação contra ele [o secretário] for provada, entraremos com uma ação de difamação, explica o assessor.

Leia mais sobre: Barueri - Celso Furlan

    Leia tudo sobre: educação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG