Alunos de Direito da USP voltam às aulas após greve

Paralisação de dois dias foi um protesto pelos problemas enfrentados com as bibliotecas e contra o vice-diretor da faculdade

iG São Paulo |

Os estudantes da Faculdade de Direito da USP voltaram às aulas nesta segunda-feira após dois dias de paralisação. Segundo o Centro Acadêmico XI de Agosto, a paralisação foi um protesto pelos problemas enfrentados com as bibliotecas e contra o vice-diretor da faculdade, Paulo Casella – que pediu afastamento do cargo por 30 dias na última sexta-feira (14).

“Foi um protesto de repúdio às atitudes dele (Casalla) e ao fato de estarmos com acesso limitado à biblioteca por mais de quatro meses”, afirma a estudante Stephanie Samaha, coordenadora política e social do centro acadêmico XI de Agosto.

O impasse entre alunos e a direção da Faculdade de Direito começou com a transferência de livros da biblioteca principal para um prédio anexo. Os estudantes alegam que dezenas de livros teriam sido danificados por uma inundação na sala. “Hoje estamos com acesso somente à biblioteca circulante, que conta com um material bem técnico, de códigos e legislações. Esse acervo corresponde a apenas 10% do total da faculdade”, alega Stephanie.

Segundo a assessoria de imprensa da Faculdade de Direito, os livros começaram a ser trazidos de volta à biblioteca principal, cumprindo uma ordem expedida esse mês pelo Ministério Público. O diretor da faculdade, Antonio Magalhães Gomes Filho, não foi encontrado pela reportagem para comentar as queixas dos estudantes.

    Leia tudo sobre: Faculdade de DireitoUSP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG