Alunos da UnB ajudarão a recuperar estragos causados pela chuva

Em assembleia do Diretório Central de Estudantes, alunos decidiram colaborar com limpeza e arrecadar fundos para equipamentos

Agência Brasil |

Alunos da Universidade de Brasília (UnB) prometem colaborar com a limpeza e recuperação dos estragos que as fortes chuvas que atingiram o Distrito Federal no domigo causaram ao Instituto Central de Ciências, conhecido como Minhocão.

Agência Brasil
Salas de aula foram invadidas pela água e equipamentos perdidos

Os principais prédios da Universidade de Brasília (UnB) amanheceram interditados, por decisão da Defesa Civil, devido à ameaça de desabamento de paredes. A água da chuva invadiu salas, auditórios, anfiteatros e depósitos que, segundo imagens colocadas por alunos na internet, transformaram-se em cachoeiras.

Durante uma assembleia estudantil promovida nesta segunda, no Teatro de Arena do campus universitário, os alunos aprovaram a proposta de fazer um mutirão tão logo a Defesa Civil libere o prédio que está interditado desde ontem. “Como a própria universidade já deve estar providenciando a limpeza, assim que o prédio for aberto nós iremos entrar, inventariar tudo e ajudar a consertar tudo o que puder ser arrumado na hora. Também vamos planejar uma arrecadação de fundos para comprar para os centros acadêmicos e outros espaços tudo o que não puder ser consertado”, afirmou Vitor de Lima Guimarães, coordenador-geral do Diretório Central de Estudantes (DCE).

De acordo com Guimarães, os alunos vão aguardar que a reitoria da universidade anuncie a dimensão dos danos causados pelas chuvas para então definir a melhor forma de ajudar. Parte dos estudantes da universidade também promete participar do ato que entidades que representam os servidores públicos federais vão fazer na quarta-feira, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

“Os estudantes da UnB vão se somar à mobilização nacional das centrais sindicais. Mais de 20 centros acadêmicos só da UnB estão mobilizados para este ato que vai protestar contra os cortes orçamentários e reivindicar mais recursos para a Educação. No nosso caso, pediremos verbas emergenciais para a reconstrução da UnB”, disse Guimarães, destacando que, embora o momento não seja para procurar culpados pelos estragos causados pelas chuvas de ontem, os estudantes não podem deixar de apontar os “problemas estruturais da UnB”.

Agência Brasil
No subsolo carros chegaram a boiar durante alagamento
Alagamentos

Pelo menos 20 árvores caíram na região da universidade, além de várias ruas e vias de acesso terem sido tomadas pela água. Ontem, havia carros flutuando por causa da água que tomou conta das ruas e estacionamentos.

A chuva invadiu o subsolo do Instituto Central de Ciências (ICC), do campus Darcy Ribeiro, e das áreas onde ficam os cursos de pós-graduação – mestrado e doutorado de vários departamentos, entre eles o de comunicação.

Pelas informações preliminares fornecidas por alunos, por meio do Twitter, os equipamentos da UnBTV foram destruídos e a área onde funciona a assessoria de imprensa da universidade, no prédio da reitoria, também foi atingida. A água também chegou ao Centro de Processamento de Dados (CPD), o que tirou o site da universidade do ar e deixou o campus sem internet.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil farão vistorias hoje na universidade. Ontem, os bombeiros tentaram retirar parte da água com bombas de drenagem. De acordo com o agente da Defesa Civil Valdélio Veloso, não havia condições de transitar no local.

    Leia tudo sobre: unbalagamentodceminhocão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG