Administração é o curso que mais formou bolsistas do Prouni

Levantamento do MEC aponta que 174,5 mil pessoas já se graduaram pelo programa

iG São Paulo |

Administração é o curso que mais formou bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni) desde a sua criação em 2004: 23.429 graduados. Em seguida, na lista dos cursos que mais formaram profissionais pelo programa aparecem Pedagogia (13 mil), Direito (11 mil), Enfermagem (7,7 mil) e Ciências Contábeis (7,4 mil).

Entre os formados, 40,5 mil concluíram uma licenciatura, graduação universitária que forma professores de diversas áreas diferentes. Medicina teve 324 bolsistas do Programa formados.

Balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) aponta que no total 174,5 mil pessoas já se graduaram pelo programa. Há ainda 464 mil bolsistas ativos atualmente. Pode participar do Prouni o aluno que cursou todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa. Também é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atender aos critérios de renda do programa.

Para o segundo semestre de 2011, 460 mil estudantes se inscreveram para disputar uma das 92 mil bolsas ofertadas. Ainda está prevista uma terceira chamada, que será divulgada pelo MEC na próxima segunda-feira (25).

A maior disputa por bolsas do Prouni na última edição foi no Rio Grande do Norte . Cada uma das 718 vagas disponíveis foi disputada por 15 candidatos. Pernambuco, Pará, Alagoas, Piauí, Maranhão e Paraíba também registraram mais de dez candidatos por bolsa disponível. Em termos absolutos, o Estado com o maior número de inscritos foi Minas Gerais (68 mil), seguido por São Paulo (67 mil), Bahia (32,1 mil), Rio Grande do Sul (32 mil) e Rio de Janeiro (29 mil).

Fátima Lacerda Brito de Oliveira, de 25 anos, é uma dos 324 profissionais que se formaram em Medicina com o benefício do Prouni. Ela conseguiu bolsa integral do programa no segundo semestre de 2005 e terminou a graduação em junho deste ano, na Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (CE). Fátima aguarda o registro profissional do Conselho Regional de Medicina do Ceará para ingressar no Programa Saúde da Família ou trabalhar em um hospital de Juazeiro do Norte, onde mora. “Aqui, o Saúde da Família tem carência de médicos, e eu pretendo conseguir uma vaga assim que sair meu registro”, diz. A médica pretende iniciar residência em ginecologia daqui a dois anos.

Nathalia Carvalho de Brito, 24 anos, está entre o profissionais do curso com maior número de bolsistas do Prouni, Administração de Empresas. Em 2007, quando iniciou o curso no campus Candelária da Faculdade de Natal (FAL), Nathalia pagou as mensalidades e fez o Enem. No ano seguinte, conseguiu a bolsa do Prouni. Formada em 2010, ela atua como trainee em uma empresa de engenharia e pretende ser efetivada. Nathalia afirma que conseguiu concluir o curso porque obteve a bolsa integral. “O ProUni me ajudou muito porque meus pais só conseguiam pagar meu aluguel, alimentação e transporte”, destaca a jovem, que é natural de Goianinha (RN).

* Com informações da Agência Brasil e do Portal do MEC

    Leia tudo sobre: Prouniensino superiorbolsas de estudo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG