Abstenção de 8,33% na Fuvest é a maior dos últimos 11 anos

Fundação irá avaliar índice após o vestibular para saber se o recorde negativo é um problema específico ou uma tendência nacional

iG São Paulo |

O índice de abstenção da Fuvest 2011 é o maior dos últimos 11 anos. De acordo com a fundação que organiza o processo seletivo da Universidade de São Paulo (USP) e da Santa Casa, 8,33% dos candidatos não compareceram ao segundo dia da última etapa do vestibular. O índice é superior aos 7,39% do segundo dia da prova do ano passado. Em números absolutos, isso significa dizer que 3.179 dos 38.151 alunos inscritos não realizaram o exame desta segunda-feira.

No domingo, primeiro dia, o índice de faltantes já havia sido alto (7,88%) . Procurada pela reportagem do iG , a Fuvest confirmou o recorde negativo, embora não tenha disponibilizado os dados de onze anos atrás. "Esse índice é realmente o maior dos últimos onze anos. Normalmente, ele fica na casa dos 5%", disse o professor José Coelho Sobrinho, assessor de imprensa da instituição.

A Fuvest afirmou ainda que irá esperar o fim do vestibular para se posicionar sobre o índice de faltas. O objetivo é estudar os vestibulares de outras instituições públicas para saber se o aumento de ausências é um problema exclusivo da fundação ou se é uma tendência nacional.

Para Alessandra Venturi, coordenadora do Cursinho da Poli, é difícil explicar o motivo do crescimento de faltas, pois ele é resultado de diversas variáveis. No entanto, ela considera o aumento da importância do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que garante vaga em diversas instituições, um fator que influencia o índice de abstenções. "Eu acredito que o fato de a Fuvest não ter trabalhado com o Enem  neste ano contribuiu para esse aumento (de abstenções). Não digo que ele seja o único ou o principal responsável, mas acredito que contribuiu."

O presidente do cursinho popular Instituto Henfil, Mateus Prado, não considera o aumento na abstenção considerável, mas suspeita que muitas pessoas estejam dando preferência para estudar em universidades próximas às suas casas. "Talvez por isso, tenham perdido o interesse na segunda fase da Fuvest".

Em termos percentuais, as cidades paulistas que registraram o maior índice de abstenção na prova desta segunda-feira foram Bauru (11,44%), Lorena (10,35%) e Presidente Prudente (10,30%). Em números absolutos, a região da Grande São Paulo registrou 1.756 faltas. Em seguida vêm Ribeirão Preto (223) e Campinas (205).

    Leia tudo sobre: Fuvest 2011abstençãovestibular

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG