Abertas inscrições para revalidar diploma de medicina no exterior

Médicos com formação fora do Brasil passarão por provas objetivas, discursiva e de habilidades clínicas

iG São Paulo |

Médicos brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil, que obtiveram diploma de graduação em instituições estrangeiras reconhecidas no país de origem, podem se inscrever para o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida) , do Ministério da Educação. As inscrições estão abertas até 10 de julho, pela internet .

A primeira edição do exame, que a partir de agora será anual, consta de provas objetivas, de múltipla escolha e discursiva, marcadas para 28 de agosto. Os médicos aprovados nessa etapa estão aptos a fazer o exame de habilidades clínicas, em 1º e 2 de outubro. As provas serão aplicadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep).

De acordo com Cláudia Griboski, diretora de avaliação da educação superior do Inep, o candidato deve ficar atento a uma série de informações que serão solicitadas no ato da inscrição. Ela destaca, entre as mais importantes, a indicação da instituição pública onde o médico deseja obter a revalidação do diploma e o local onde vai fazer os exames escritos. Ele deve, ainda, ter o número do CPF e o diploma médico. Será obrigatório enviar as imagens de frente e verso do diploma ao preencher a inscrição.

No Revalida 2011, 37 instituições públicas de ensino superior – federais, estaduais e municipais – aderiram ao exame e estão aptas a emitir certificado. As provas escritas serão aplicadas pelo Inep em cidades das cinco regiões do país – Brasília, Porto Alegre, Manaus, Fortaleza, Rio de Janeiro e Campo Grande. Na prova de habilidades clínicas, todos os candidatos serão avaliados em Brasília.

Todo o processo de revalidação dos diplomas deve estar concluído em dezembro deste ano. Quando o Inep terminar a etapa das provas, encaminhará o resultado a cada universidade que tiver candidatos inscritos. São esperados cerca de 800 médicos no processo deste ano.

Provas
O exame objetivo tem 110 testes que abordam conteúdos, competências, habilidades e nível de desempenho, descritos na matriz de correspondência curricular. O prazo para essa prova é de cinco horas. A avaliação descritiva terá cinco questões, também relativas a conteúdos, habilidades e desempenho, com duração de três horas. A prova de habilidades clínicas terá dez questões.

Até 2010, os estudantes formados em medicina em universidades estrangeiras precisavam revalidar os diplomas em instituição pública brasileira, mas cada universidade adotava procedimentos próprios. A partir deste ano, o Ministério da Educação unificou o processo e o exame passará a ser anual.

    Leia tudo sobre: medicinadiplomacursorevalidação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG