Tamanho do texto

Inep liberou nesta sexta-feira (20) os endereços das instituições onde as provas serão realizadas; para saber onde fará o exame o participante deve acessar o site da Página do Participante ou o aplicativo do Enem no celular

Inep recomenda que candidatos simulem o trajeto onde farão o Enem antes da prova para evitar problemas no dia do exame
Creative Commons/Wikipedia
Inep recomenda que candidatos simulem o trajeto onde farão o Enem antes da prova para evitar problemas no dia do exame

Os locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já estão disponíveis para consulta de todos os participantes. Desde às 10h desta sexta-feira (20), os candidatos puderam ter acesso ao cartão de confirmação de inscrição pela Página do Participante ou pelo aplicativo oficial do Enem para celular.

Leia também: Vai fazer o Enem e não sabe onde estudar? Sua nota também pode valer em Portugal

Para conseguir checar as informações, o participante precisa estar munido do número do CPF e a senha cadastrada – que foi solicitada no momento da inscrição no Enem . Entre as informações que o documento oferece, além do local da prova, é possível conferir o número de inscrição, data e hora das provas, opção da língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos ou especializados, caso tenham sido solicitados.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela organização do exame, recomenda que, após conhecer o lugar onde fará a prova, os candidatos façam o trajeto antes do dia do Enem e verifiquem a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar, para evitar atrasos no dia da aplicação.

Apesar de não ser obrigatório, o Inep também sugere que os candidatos levem o cartão de confirmação no dia da prova para facilitar o acesso às informações referentes à inscrição.

Inscrição para privados de liberdade

Hoje também é o último dia para pessoas privadas de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade sejam inscritos no exame. A responsabilidade do cadastro dessas pessoas é do responsável pedagógico indicado pela unidade prisional ou socioeducativa.

Além de acompanhar as inscrições, os responsáveis pedagógicos também deve acompanhar as inscrições, acessar os resultados obtidos por cada participante e, se for o caso, pleitear sua participação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou outros programas de acesso à educação superior.

Leia também: Redes sociais podem ser aliadas de estudantes na preparação para o Enem

As datas das provas para esse público serão diferentes. Elas acontecerão nos dias 12 e 13 de dezembro, nos presídios e unidades de internação. A nota da avaliação poderá ser usada para ingressar na educação superior. No entanto, essa regra só vale para os participantes maiores de 18 anos. Os menores só poderão utilizar os resultados para autoavaliação de conhecimentos.

O exame terá uma prova de redação e quatro provas objetivas com 45 questões de múltipla escolha cada uma. No primeiro dia de prova, os participantes terão cinco horas e meia para responder às questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação, e ciências humanas e suas tecnologias. No segundo dia, eles terão quatro horas e meia de exame com as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática.

Enem 2017

O Enem será realizado em dois domingos: em 5 de novembro, serão aplicadas as provas de linguagens, códigos, redação e ciências humanas e, no dia 12 de novembro será a vez das provas de ciências da natureza e matemática. O exame será aplicado em 1.724 municípios, para 6.731.203 inscritos.

Leia também: Detectores de metal no Enem estarão presentes em todos os banheiros

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.