Entre os cursos de formação profissional que vão contar com o incentivo, estão os de assistente administrativo, eletricista, encanador e recepcionista

Todos os cursos do Pronatec são de formação inicial e continuada
Blog do Planalto
Todos os cursos do Pronatec são de formação inicial e continuada

O Ministério da Educação liberou, nesta semana, R$ 6,1 milhões para cursos de formação profissional de trabalhadores no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Leia também: Crise no Rio: professores da Uerj entram em greve pela segunda vez no ano

O objetivo desse investimento é o de cumprir o compromisso de expandir a rede de educação técnica. Tais recursos devem assegurar que as 4.480 pessoas matriculadas em cursos já em andamento concluam os seus cursos no Pronatec .

Os cursos que contaram com o incentivo são de cinco estados: Amazonas, Tocantins, Paraíba, Rio de Janeiro e Goiás. Serão contempladas 52 cidades, totalizando 72 formações.

Todos os cursos são de formação inicial e continuada, ou seja, de qualificação profissional, e oferecidos na modalidade presencial.

Entre eles estão os de assistente administrativo, eletricista industrial, encanador, maquiador, padeiro e recepcionista.

De acordo com o diretor de articulação e expansão de educação profissional e tecnológica da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, Geraldo Andrade de Oliveira, as matrículas ocorreram em junho e o público é formado por desempregados, que ainda estão recebendo o seguro desemprego, e jovens aprendizes.

Leia também: Edital do Enem para presos já está disponível pelo Inep

“Essa liberação é importante porque atende prioritariamente a desempregados, de forma que eles consigam uma recolocação profissional, e jovens aprendizes, para que alcancem uma colocação profissional lá na frente”, afirmou Oliveira.

Estados contemplados

Na ordem dos estados contemplados com o maior volume de recursos, o Rio de Janeiro está em primeiro, com R$ 1,8 milhão.

Em seguida, encontra-se o estado de Goiás, que vai receber R$ 1,6 milhão, e da Paraíba, com R$ 1,1 milhão. Para Tocantins serão destinados R$ 910 mil e para o Amazonas R$ 512 mil.

“O bolsa-formação é uma ação na qual descentralizamos recursos para promover a ação do Pronatec com recursos diretos do MEC”, completou o diretor.

Ainda de acordo com ele, nesta edição do Pronatec participam instituições de ensino estaduais e o repasse será feito diretamente para as secretarias ou autarquias estaduais de educação.

Leia também: Enem: professores apostam em temática social para a redação

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.