Consulta pública para definição de mudanças no Enem será aberta neste mês

Segundo o ministro da Educação, a ideia do governo é adequar o exame à reforma do ensino médio, que está em tramitação no Congresso Nacional
Foto: José Cruz/Agência Brasil - 6.11.2010
Ministério da Educação quer adequar o Enem às mudanças previstas para o ensino médio, em tramitação no Congresso

O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou nesta quinta-feira (12) que a consulta pública para definição do novo modelo do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) será aberta no próximo dia 18. O objetivo é receber sugestões para que o exame se torne mais eficaz.

+ Leia tudo sobre o Enem

"Espero uma interação positiva dos estudantes do Brasil, educadores, pesquisadores e todos que possam colaborar com o aperfeiçoamento do exame que é patrimônio do Brasil", disse o ministro em entrevista à imprensa. A intenção do Ministério da Educação (MEC) é adequar o Enem à reforma do ensino médio, que atualmente está em discussão no Congresso Nacional.

Pela MP (Medida Provisória) 746/2016, que trata sobre a reforma do ensino médio , parte da carga horária de aulas é voltada a um aprendizado comum, definido pela Base Nacional Comum Curricular, que ainda está em discussão. Na outra parte, o estudante poderá escolher entre cinco opções formativas: linguagens; matemática; ciências da natureza; ciências humanas; e formação técnica e profissional.

Entre as mudanças que chegaram a ser debatidas está a possibilidade que o exame não sirva para certificar a conclusão do ensino médio. Também foi discutida a exclusão dos chamados treineiros, que são os alunos que ainda não vão se formar, mas fazem a prova para testar os conhecimentos. Para substituir, seria aplicado um simulado nacional em julho.

+ A busca pelo recomeço: conheça a história de um preso que fez o Enem

Outra possibilidade defendida por alguns especialistas é a de que sejam criados modelos diferentes do exame, direcionados para que os estudantes testem o que aprenderam em cada etapa do ensino.

Pelo modelo atual, as notas dos participantes podem ser usadas para ingressar no ensino superior público pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), no ensino superior privado pelo ProUni (Programa Universidade para Todos) e para obter crédito pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Além disso, também pode ser usado para obter a certificação do ensino médio.

Resultados

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) deverá divulgar na próxima quinta-feira (19) os resultados do Enem 2016.  Pouco mais de 6 milhões de pessoas fizeram a prova no ano passado, de acordo com a autarquia, que é vinculada ao MEC. As notas serão publicadas no site do Inep . No ano passado, a divulgação foi feita no dia 8 de janeiro. Nos primeiros dias, os participantes enfrentaram lentidão no sistema devido ao alto número de acessos.


* Com informações da Agência Brasil

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2017-01-12/enem.html