Presidente do Inep diz se preocupar com “brincadeiras maldosas” no Enem

Apesar de garantir a segurança durante a prova, Maria Inês Fini faz alerta para que não haja "nenhum contratempo"; exame será em 5 e 6 de novembro
Foto: Reprodução/MEC
Apesar de garantir segurança da prova, Maria Inês Fini faz alerta contra eventuais 'brincadeiras maldosas'

A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini, garantiu nesta quinta-feira (27) que todas as ações já foram tomadas para garantir a segurança durante a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Entretanto, a representante do órgão, que é vinculado ao Ministério da Educação, faz um alerta em relação à possibilidade de “brincadeiras maldosas” sejam feitas para atrapalhar a prova, que será aplicada nos dias 5 e 6 de novembro.

LEIA MAIS:  Leia tudo sobre o Enem

“A minha preocupação é de que não haja nenhum contratempo, nenhuma brincadeira maldosa, nenhum desrespeito com a nossa juventude. Enfim, para que todos nós possamos ajudar os nossos jovens a mostrarem o que sabem e concorrer com os benefícios que o Enem traz”, comentou Maria Inês. Apesar do alerta , ela assegura que “um grande número de providências foram tomadas” para que o exame seja realizado com tranquilidade.

Em entrevista concedida para o canal de televisão estatal “NBR”, do governo federal, a presidente do Inep informou que o órgão contará com o apoio de diversas instituições para garantir a segurança das provas, entre elas o Exército, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e as polícias Civil e Militar dos Estados.

LEIA MAIS:  Congresso Nacional aprova crédito suplementar de R$ 702,5 milhões para o Fies

Maria Inês ressaltou ainda que o órgão possui mecanismos para impedir a divulgação antecipada das questões do exame. “O edifício-sede do Inep conta com salas sigilosas, extremamente seguras, com acesso muito controlado. As provas quando saem daqui vão para uma gráfica de segurança máxima. Lá, elas são absolutamente organizadas e manipuladas para que não haja nenhuma possibilidade de vazamento.”

Locais de prova

O MEC informou que, uma semana após a liberação dos cartões de confirmação do Enem 2016, 60,76% dos inscritos já verificaram os locais de prova. Isso quer dizer que pouco mais de 5,2 milhões de pessoas acessaram o documento até a tarde desta quinta-feira.

A consulta pode ser feita pelo site do Inep (http://enem.inep.gov.br) ou pelo telefone 0800-616161. Os participantes também podem baixar o aplicativo oficial do Enem, disponível para as plataformas Android, iOS e Windows Phone. Para entrar no sistema, é preciso informar o CPF e a senha.

Ocupações

Apesar de garantir a segurança durante a aplicação do Enem, a presidente do Inep não comentou sobre as mais de mil escolas que estão ocupadas em todo o País  em protesto contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita o crescimento dos gastos do governo pelos próximos 20 anos, e contra a reformulação do ensino médio anunciada em setembro pelo governo Michel Temer .

No último dia 19, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirmou que o Enem será cancelado nas escolas que permanecerem ocupadas após o dia 31. Ainda não foi definido o que será feito com os participantes que fariam prova nesses locais, o que deixou os alunos em alerta.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2016-10-27/alerta.html