Insatisfeitos com a qualidade das aulas, alunos de Direito da FMU fazem boicote

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em São Paulo, estudantes deixam de frequentar aulas para negociar com coordenação do curso a troca de professora

Universitários do sexto semestre do curso de Direito da FMU (Unidade Itaim), em São Paulo, decidiram boicotar as aulas da disciplina Contratos Civis na tentativa de forçar a troca da professora. Para os estudantes, as aulas deixam a desejar.

Os alunos têm tentado negociar com a coordenação do curso, que decidiu aqueles que boicorarem as aulas serão registrados como faltosos e podeão ser reprovados na disciplina. "É uma disciplina muito importante. Não dá para simplesmente nos contentarmos com aulas sem qualidade. Afinal, a FMU costuma dizer que um de seus pilares é o 'Q' de qualidade, e é o que estamos buscando", lamenta um dos estudantes. Procurada, a FMU informou que vai agendar para a próxima semana uma reunião com um grupo de representantes dos estudantes.

Ainda segundo a direção da universidade, o grupo de alunos foi procurado para que fosse apurado melhor o que está acontecendo e para "deixar aberto um canal de comunicação".O coordenador do curso, informa a FMU, conversou com "a professora e a orientou sobre os pontos a serem melhorados com a turma, uma vez que o grupo havia frequentado apenas três aulas ministradas por esta professora". A docente, segundo a universidade, "tem um histórico de boa avaliação e leciona em outras turmas da instituição sem reclamação".


Leia tudo sobre: educaçãoensino superiorFMUDireitoestudantesboicote

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas