"Redação do Enem deste ano não admite posicionamento contrário", diz professora

Por Lucas Alves - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

MEC pediu que os mais de sete milhões de inscritos fizessem um texto sobre a persistência da violência contra a mulher

No ano em que a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei do Feminicídio, o tema da redação do Enem não admite qualquer posicionamento contrário ao que o próprio enunciado já propõe: a persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira.

"Ficou claro aqui o posicionamento pedido pelo avaliador", explica Maria Aparecida Custódio, professora do laboratório de redação do curso e colégio Objetivo. Restava ao estudante saber como propor ações de prevenção e combate a esta situação que faz do Brasil o sétimos País do mundo onde mais mulheres são mortas.  " A gente pensa que a violência está evidente lá no Oriente Médio. Mas por aqui há muitos resquícios de patriarcalismo, machismo, sexismo e preconceito", afirma a docente.

Violência contra a mulher
Thinkstock
Violência contra a mulher


Diante do tema, diz Maria Aparecido, o caminho mais certo ao aluno seria propor a efetiva aplicação da legislação sobre o assunto - tanto a Lei Maria da Penha como a Lei do Feminicídio - e um investimento em campanhas educativas, com a divulgação dos números da barbárie contra as mulheres. O candidato também poderia sugerir o protagonista da escola como a responsável pela erradicação do preconceito sexista.

A opinião dos estudantes

Na saída da prova, os alunos também elogiaram o tema da redação:

Carolina Souza, 18 anos: "É um tema muito atual e esta discussão está aberta na sociedade. A cultura de que a mulher foi feita para ficar em casa e cuidar dos filhos está muito presente e esse tema ajudar a tirar essa imagem"

Marcelo Rodrigues, 30 anos: "O tema da redação faz parte do cotidiano de ambos os sexos. Destaquei no meu texto a impunidade de homens que cometem crimes contra mulheres."

Bianca Pires, 26 anos: "Não existe só violência doméstica, tem a sexual também. Em meu texto abordei os vários ângulos do assunto."

Beatriz Medeiros, 17 anos: "Escrevi na redação que, para evitar esses casos, as pessoas têm de ser instruídas desde pequenas. Achei o tema bem próximo da realidade."

Emanuelli Jatobá, 17 anos: "Hoje muitas mulheres que sofrem de violência preferem guardar para si, por medo de que o parceiro faça algo. Não pode ser assim." 

Veja fotos do Enem 2015:

Emanuelli Jatobá, de 17 anos, aprovou a abordagem da violência contra mulher no Enem 2015. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.2015O candidato Carlos Luiz Lucas, de 55 anos, após prova do Enem, neste domingo, em São Paulo: redação é espelho do machismo . Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.2015Aos 80 anos, Elmira Hashimoto fez o segundo dia do Enem usando camiseta em homenagem ao marido. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.2015Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Estudantes antes da prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Prestando pela primeira vez a prova aos 24 anos, Dayane Rodrigues sonha em fazer Direito. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Christopher Kauã, 19, presta o Enem pela segunda vez e quer usar a nota da prova no ProUni e no Fies para cursar Engenharia de Produção. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Alice Lopes, 20, quer usar a nota do Enem no Sisu para o curso de engenharia de produção na FEI. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Aline Dantas, 17, diz que estudou bem os temas que acha que podem cair na redação. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Alexandre Leite, Cassio Neves e Diego Tavares acreditam que a prova de matemática será a mais difícil do segundo dia. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Movimentação de estudantes no segundo dia de prova do Enem em São Paulo. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15As estudantes Erica Oliveira, 18, e Beatriz Silva, 17, prestam o Enem pela primeira vez. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Pamela Tossato, 19 anos, presta o Enem para tentar uma bolsa. Foto: Lucas Alves/iG São Paulo - 25.10.15Mulher se desespera ao se deparar com portões da UniCeub, em Brasília, fechados, neste sábado de Enem. Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil - 24.10.2015Jovens se apressam para entrar na instituição no DF no momento do fechamento dos portões. Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil - 24.10.2015Candidatos chegam para primeiro dia de prova do Enem no Centro de Ensino Unificado de Brasília, neste sábado (24). Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil - 24.10.2015Jovem lamenta ser barrada para fazer prova do Enem em Brasília, neste sábado (24). Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil - 24.10.2015Jovem lamenta não poder fazer prova do Enem em Brasília por chegar atrasado, neste sábado (24). Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil - 24.10.2015Movimentação no primeiro dia do Enem 2015. Foto: Fotos PúblicasCandidata chega com filho à prova do Enem no Rio de Janeiro. Foto: Fotos PúblicasMovimentação no primeiro dia do Enem em escola do Rio de Janeiro. Foto: Fotos PúblicasEntrada para o Enem no Rio de Janeiro. Foto: Fotos PúblicasMovimentação antes das provas do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio, em Minas Gerais. Foto: Alberto Wu/Futura Press - 24.10.15Estudante perde a prova do Enem no Rio de Janeiro. Foto: jose lucena/Futura Press - 24.10.15Portões são abertos para o Exame Nacional do Ensino Médio 2015, na Faculdade Estácio, no Recife. Foto: João Pedro/Futura Press - 24.10.15Movimentação de estudantes antes das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015, na UERJ no Rio de Janeiro. Foto: jose lucena/Futura Press - 24.10.15Alunos entram nos últimos segundos, enquanto seguranças fecham os portões em local de prova do Enem em São Paulo. Foto: Futura PressMédico atende jovem que perdeu o exame e desmaiou no local de prova em São Paulo. Foto: Laís Martins/iG São PauloJovem desmaia após ser expulsa por seguranças. Foto: Futura PressJovem tenta convencer segurança a deixá-la entrar após fechamento de portão, mas sem sucesso. Foto: Laís Martins/iG São PauloAna Paulino, de 58 anos, veio acompanhar a filha, Mikaella, que está fazendo o Enem pela primeira vez. . Foto: Laís Martins/iG São PauloPâmela Santana chegou atrasada, conseguiu passar pelo meio da grade, mas acabou expulsa. Foto: Laís Martins/iG São PauloEstudantes aguardam abertura dos portões para realização do Enem em escola de São Paulo. Foto: Futura PressKarina Peres, de 22 anos, quer conseguir uma vaga no curso de Direito na Universidade Estadual de Londrina, a UEL. Foto: Laís Martins/iG São PauloProfessor Marcio realiza aula de matemática antes das provas do Enem 2015, em São Paulo. Foto: Futura PressEstudantes aguardam abertura de portões para prova do Enem em São Paulo. Foto: Futura Press


Leia tudo sobre: enemenem 2015

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas